O que cobre a garantia automóvel?

Saiba o que cobre a garantia automóvel, durante quanto tempo a tem, e seja um consumidor informado, pronto para qualquer inconveniente

O que cobre a garantia automóvel?
Conheça o verdadeiro valor da garantia

Todos gostamos de saber que os bens que compramos estão abrangidos por uma garantia, especialmente quando se tratam de bens de grande valor como um carro. No entanto, é preciso entendermos o que cobre a garantia automóvel para podermos saber quando temos direito a ela, e quando não temos.
 

A garantia de bens móveis e imóveis

Saber o que cobre a garantia automóvel é, essencialmente, saber qual a cobertura da garantia de bens móveis e imóveis. A garantia aplica-se quando o bem não está em conformidade:
  • Pelo bem não coincidir com a descrição feita pelo vendedor, ou não ter as qualidades apresentadas pelo vendedor;
  • Por não ser adequado às utilizações habitualmente dadas a bens do mesmo género;
  • Pelo bem não ser adequado ao uso especial que o consumidor lhe pretende dar, desde que o vendedor tenha sido informado e aceite tal destino;
  • Por não ter as qualidades de desempenho habituais que podem ser esperadas atendendo à natureza do bem ou de declarações feitas pelo vendedor ou representantes do bem, dentro dos limites do razoável;
  • Por existirem defeitos no bem.

Por norma, em automóveis não estão incluídos na garantia componentes de desgaste natural, sendo que algumas marcas oferecem esta garantia extra.
 

Qual o prazo da garantia?

A garantia mínima estipulada por lei para bens móveis é de 2 anos, sendo que esta pode vir a ser reduzida a um prazo de apenas um ano, mediante acordo entre o vendedor e o consumidor - mas nunca menos do que isso.

Caso compre o seu carro a um privado, já não vai ter garantia, o que significa que o negócio é mais arriscado. Lembre-se de seguir as nossas dicas para comprar um carro usado, para que tudo corra bem.
 

Que direitos tem quando não houver conformidade?

Sabendo o que cobre a garantia automóvel, sabe quando não há conformidade. Quando tal acontece, tem direito a uma das seguintes opções: reparação, substituição, redução do preço, ou rescisão de contrato, sendo normalmente a reparação o primeiro passo.

A reparação ou substituição tem de ser feita num prazo máximo de 30 dias, sem haver grande inconveniente para o consumidor. A substituição não deverá, também, ter qualquer custo suplementar para o cliente.

Relembramos que tem apenas 2 meses para reclamar os seus direitos depois de detetar o defeito ou a falta de conformidade. Conhecendo os seus direitos, já não precisa de se questionar acerca do que cobre a garantia automóvel.


Veja também: