O que é a liquidez e porque é importante

Devemos alinhar a liquidez dos ativos com o nosso horizonte temporal de investimento para aumentar a probabilidade de sucesso da nossa carteira. A facilidade com que pode transformar um ativo em dinheiro é fundamental para definir a composição da sua carteira.

O que é a liquidez e porque é importante
O terceiro vértice de todos os investimentos é muito importante!
  • A liquidez é muito importante, especialmente em momentos conturbados;
  • O horizonte de investimento condiciona a liquidez da sua carteira.

O conceito de liquidez é muitas vezes relacionado com dinheiro. Todos conhecem um conceito de liquidez quando dizem que estão com falta de liquidez ou que precisam de liquidez. Nestas situações, referem-se a dinheiro.

Nos mercados financeiros, este terceiro vértice de todos os investimentos diz-nos a facilidade com que podemos transformar determinado ativo em dinheiro. Alguns exemplos de diferentes níveis de liquidez:

1. Depósitos a prazo, ativos muito líquidos que muitas vezes são sinónimo de liquidez, na medida em que podemos transformá-los imediatamente em dinheiro, pronto para utilização;

2. Obrigações de empresas são ativos também líquidos mas menos do que os depósitos a prazo, uma vez que temos de encontrar um comprador para a nossa intenção de venda (e por vezes temos de baixar o preço e pagar comissões avultadas pela venda);

3. Imobiliário, um ativo pouco liquida uma vez que podemos demorar muito tempo para o vender.

Na prática, a liquidez é tanto mais importante quanto mais conturbados estiverem os mercados financeiros e as nossas vidas na medida em que afetam a nossa capacidade de entrar e sair do mercado. E esta capacidade pode ser a diferença entre fazer bons ou maus investimentos!

A liquidez e horizonte de investimento estão ligados

Os conceitos de liquidez e de horizonte temporal de investimento – quando precisa do seu dinheiro de volta – estão intimamente ligados. Assim:

  • Se precisa do dinheiro dentro de um ano deverá investir em ativos líquidos;
  • Se preciso do dinheiro dentro de dez anos poderá investir em mais ativos e em ativos mais ilíquidos, como as obrigações ou o imobiliário.

A crise financeira atual deu uma grande lição a muitos investidores, quer falemos de investidores profissionais ou em investidores amadores. Quando as famílias resolveram liquidar os seus fundos de investimento foram muitos os fundos que passaram por dificuldades pois tinham o dinheiro “enterrado” ou comprometido em ativos que não podiam vender, o que fez com que tivessem de se desfazer deles rapidamente (e a baixos preços!)

Veja também: