AUMENTe AS sUAS PROBABILIDADES DE ARRANJAR EMPREGO!

O que fazer com o subsídio de férias

Seis dicas que lhe ajudam a saber o que fazer com o subsídio de férias. Conheça algumas das melhores formas de aplicar o subsídio de férias.

O que fazer com o subsídio de férias
Saiba o que fazer com o subsídio de férias.

O Verão aproxima-se e com ele o período de férias para a grande maioria dos portugueses, o que significa, igualmente, um rendimento extra por via do subsídio de férias. Assim, esta é uma boa oportunidade para pensar o que fazer com o subsídio de férias. Naturalmente que todos gostariam de poder aplicar uma boa parte do subsídio de férias nuns dias de descanso, no entanto, a situação financeira de cada um deverá ser o ponto decisivo para a aplicação do subsídio de férias. Conheça seis dicas que o ajudarão a saber o que fazer com o subsídio de férias.
 

6 boas formas de rentabilizar o subsídio de férias

 

1. Regularizar dívidas

O rendimento extra que resulta do subsídio de férias é uma excelente oportunidade para saldar dívidas que tenha em atraso. É particularmente interessante para regularizar dívidas não muito elevadas, onde a amortização compensa. Assim, poderá saldar parcial ou totalmente encargos financeiros e evitar o pagamento de multas, juros ou até o endividamento.
 
Quer saber mais?
Receba as nossas melhores dicas no seu e-mail. Registe-se no E-Konomista. Diariamente, levamos até si a informação mais relevante.

2. Use para reforçar as suas poupanças

Poupar uma parte do subsídio de férias é também uma boa opção para quem não sabe o que fazer com o subsídio de férias. Use o subsídio de férias para criar ou fortalecer o seu fundo de emergência que será fundamental para o caso de surgir, no futuro, algum imprevisto.
 

3. Guarde para futuras despesas (previstas)

Não caia na tentação de esquecer as despesas que se avizinham só porque ganhou alguma folga financeira com o subsídio de férias. Guarde parte do rendimento extra para despesas como o IMI, seguros, revisão do carro, material escolar para os filhos (às férias segue-se o regresso às aulas e com ele gastos avultados), melhoria/reabilitação da casa, etc.
 

4. Investir ou aplicar numa poupança

Para quem possui uma situação financeira confortável, investir ou aplicar o subsídio de férias em produtos de poupança pode ser uma boa forma de rentabilizar esse dinheiro. Analise quais os produtos financeiros (ações, certificados de aforro, fundos de investimento, depósitos a prazo, etc.) que lhe garantem um melhor rendimento.
 

5. Aposte na sua educação/formação

O subsídio de férias também pode ser uma boa forma de apostar na melhoria dos seus conhecimentos, investindo em formação profissional, por exemplo.
 

6. Descanse alguns dias

Se possível reserve sempre algum do dinheiro do subsídio de férias para uns dias de descanso com a família ou amigos.
 
Veja também: