O que fazer para evitar ser vítima de ‘phishing’?

Existem algumas regras básicas para utilizar a internet de forma segura quando faz operações online no seu banco. Veja já como se proteger do phishing.

O que fazer para evitar ser vítima de ‘phishing’?

No nosso artigo sobre ‘Phishing’, já ficou a conhecer as principais técnicas utilizadas pelos ciber-criminosos para terem acesso aos seus dados financeiros.
Agora vai saber como se proteger desses mesmos ataques.

  • O primeiro despiste que pode fazer para saber se está num site seguro de internet banking de alguma instituição financeira pode ser fazendo duplo clique sobre o cadeado no canto inferior direito do browser ou pelo endereço (URL), que deve começar por "https://" e não por "http://".

 

  • Veja se o seu browser está actualizado e se possui software Microsoft, como por exemplo, o Internet Explorer. Pode efectuar essa actualização em http://www.microsoft.com/security/

 

  • Pode instalar uma barra de ferramentas para o seu browser. A NetCraft disponibiliza uma barra que lhe fornece informação diversa sobre o site a que está a aceder, isto é, a localização geográfica do servidor que aloja o site, a entidade responsável pelo site e a primeira vez que este endereço foi detectado pela NetCraft.

 

  • Ponha em dúvida e-mails pouco pessoais respeitantes a supostas entidades com as quais eventualmente mantenha relações. Não pense que está a colocar em causa a credibilidade seja de que instituição for. O importante é precaver-se a si mesmo. Normalmente os e-mails destas entidades dirigem-se ao Cliente pelo nome, como "Exmo. Sr. José Silva" e nunca de forma tão distante como por "Caro cliente". Lembre-se que estes criminosos não sabem muito sobre si e o objectivo é exactamente obter o máximo de informação possível, portanto, é perfeitamente normal que não saibam o seu nome.

 

  • Nenhuma instituição, quer seja financeira ou não, vai-lhe solicitar dados pessoais através de e-mail. Portanto, não caia no erro de enviar dados como o n.º do cartão de crédito, username, password, nomes, etc.

 

 

  • Se receber algum e-mail de alguém que não conhece e considere suspeito, não siga os links que possa eventualmente ter. Se realmente quiser aceder coloque na barra de endereço a URL da respectiva entidade que é indicada no e-mail.

 

  • Se receber algum e-mail do qual desconfie, contacte a respectiva entidade. Mas nunca pelo contacto electrónico contido no e-mail que recebeu e sim através da forma habitual.