O que são incubadoras de empresas?

Incubadoras de empresas ajudam empresas inovadoras de várias formas, para que estas possam evitar problemas críticos ao darem os seus primeiros passos

O que são incubadoras de empresas?
Grandes ajudas para empresas embrionárias

Por mais formados que sejamos, criar uma empresa nunca é fácil. Apesar de a formação ser o ideal para nos lançarmos no mercado, quando queremos vender um produto ou serviço, nenhum cliente quer saber do diploma, e para vir a ter sucesso é preciso saber o que se está a fazer. Das necessidades de empresas embrionárias, nasceram as incubadoras de empresas, um fenómeno presente em Portugal.
 

O que são?

Incubadoras de empresas são organizações que ajudam empresas ainda com dentes de leite a lançarem-se no mercado para que estas não sejam esmagadas logo ao início. Estas organizações proporcionam às empresas um ambiente de empreendedorismo, além de alguns serviços, como marketing, contabilidade, assessoria empresarial, jurídica e até financeira a preços acessíveis.

Além destes serviços as incubadoras dividem alguns custos entre as empresas que abrigam, como o de acesso à internet, a telefones, impressoras e outros recursos, o que acaba por fazer com que a mensalidade seja competitiva. A tudo isto junta-se ainda o potencial de aprendizagem graças à orientação fornecida.

Muitas incubadoras têm especial foco em empresas tecnológicas, mas dependendo do tipo de negócio é possível ainda vir a crescer no ambiente protegido de uma, tudo depende da área.

 

Como funcionam?

Várias incubadoras agrupam algumas empresas no mesmo espaço, e fazem com que seja nutrida a ligação entre as mesmas, enquanto lhes dão apoios a preços competitivos, dando também orientação quanto aos primeiros passos a dar no mercado - para as ajudar a chegar a algum lado.

Nem todas as incubadoras de empresas oferecem o mesmo tipo de apoio, e algumas dedicam-se até a apoiar empresas de modo virtual, sem que seja necessária presença física. 

Para poder contar com uma incubadora, existem condições de acesso que são algo restritas. Normalmente, a principal é um plano de negócios viável, e o tempo de permanência nestas incubadoras é curto, rondando os dois e os três anos, em média.

 

Promoção das relações das empresas

Com a ajuda de uma incubadora, uma empresa tem facilidade em promover as suas relações com instituições de ensino, órgãos governamentais, outras empresas, e outras instituições que podem vir a ajudar a fazer crescer o negócio, tudo em troca de taxas de custos básicos, acessíveis a empresas em fase de crescimento.

Estas relações não só podem ajudar a empresa a crescer, a fazer parcerias e a descobrir empreendedores com talento, como também a ajudam a aprender lições valiosas.

 

Exemplos de incubadoras em Portugal

Abaixo seguem alguns exemplos de incubadoras no nosso país.

•  Ninhos de Empresas ANJE
•  TagusPark
•  ParquInvest
•  UPTEC
•  OPEN
•  IParque
•  Incubadora de Empresas da Universidade de Aveiro (IEUA)
•  DNA Cascais
•  Inova Gaia
•  IPN – Instituto Pedro Nunes
•  Madeira Tecnopólo
•  in.cubo


Veja também: