Publicidade:

O que são os juros: diferenças entre juros simples e compostos

Juros, taxas, alíquotas...nomes que podem gerar alguma confusão. Saiba o que são os juros e de que forma influenciam as suas compras, dívidas, investimentos.

O que são os juros: diferenças entre juros simples e compostos
Conheça as diferenças entre designações

Antes de contratar qualquer tipo de serviço que envolva dinheiro, crédito, bancos e financeiras, é necessário entender alguns conceitos básicos como: o que são os juros. As siglas, os prazos, os valores, nem todos os clientes sabem o que estas informações significam e conhecer esses detalhes tão essenciais pode ser um fator decisivo na decisão de contratar um empréstimo ou abrir uma poupança, por exemplo.

O que são os juros?

tax

Por definição, juro é uma remuneração que pode ser cobrada pelas instituições financeiras pelo empréstimo de uma determinada quantia de dinheiro, por exemplo.

Para a maioria dos consumidores, pagar juros é sinónimo de endividamento e taxas extras, pois os juros também funcionam como uma taxa compensatória que deve ser paga por quem utiliza determinado serviço, normalmente uma quantia pré-definida de dinheiro, como um “aluguer” do dinheiro.

Mas existem mais respostas para a pergunta inicial: o que são os juros, pois também podem ser  um ganho, um dinheiro que pode ser gerado através de aplicações e investimentos de capital, como depósitos bancários e empréstimos, por exemplo.

Tipos de juros: simples e compostos

juros

Existem dois tipos de juros que são utilizados de maneira recorrente e que podem oferecer alterações significativas tanto para o investidor, quanto para um cliente.

Juro simples

No caso de um investimento ou depósito a longo prazo, o juro simples nada mais é do que o juro que é obtido ao aplicar um montante de capital num depósito por um período de tempo determinado.

Quando uma instituição opta pelo regime de juros simples, isto significa que a taxa de juros será aplicada sobre o valor inicial de forma linear em todos os períodos e não será levado em consideração a alteração do valor que, consequentemente irá mudar com o tempo.

Juros compostos

Os juros compostos, por sua vez, levam em consideração a alteração dos valores no decorrer do tempo. Principalmente ao se tratar de investimentos de capitais, os juros compostos costumam ser os mais lucrativos, pois proporcionam o efeito de capitalização do dinheiro, uma vez que o valor final do período será utilizado para o cálculo dos novos juros e isto permite que o investidor tenha um ganho maior.

Neste regime, os juros de cada período são somados ao capital existente para que sejam calculados os valores dos juros para o período seguinte.

Ao tratar-se de dívidas e empréstimos, isto significa que o valor da dívida será corrigido de acordo com o que já foi pago e uma nova taxa de juros será aplicada ao saldo devedor.

Veja também: