O que ver em Florença: os melhores bairros e ruas da cidade

Para saber o que ver em Florença, consulte o nosso artigo com os melhores locais e dê um passeio a pé pela bela capital da Toscana. 

O que ver em Florença: os melhores bairros e ruas da cidade
Dê um passeio a pé e surpreenda-se com a beleza da cidade

Para além de ser uma cidade belíssima e onde se respira história, Florença é relativamente pequena, plana, com muitas áreas pedonais e as suas principais atrações encontram-se a curtas distâncias entre si. Tudo isto faz com que a capital da Toscana seja ótima para se conhecer a pé, à medida que se vão percorrendo algumas das suas principais ruas, praças e bairros. 

Se não sabe o que ver em Florença e um passeio a pé faz parte dos seus planos, nós dizemos-lhe quais as zonas da cidade que não pode perder.


6 sugestões de bairros e ruas para ver em Florença 


Catedral e Centro Histórico

catedral

A zona que circunda a imponente Catedral está densamente povoada por algumas das principais atrações que tem mesmo que ver em Florença. “Duomo” para os locais, a Catedral de Florença fica entre duas outras igrejas, a de Santa Maria Novella e Santa Croce, e a Galleria del Uffizi e Ponte Vecchio também se encontram a uma curta distância. Não esquecer o Museu de San Marco e a Galleria dell’Academia, com a inconfundível estátua de David, de Michelangelo. 

Para além da sua riqueza em termos de monumentos, o centro histórico é uma das zonas da cidade com a maior concentração de hotéis, com uma oferta que vai do luxo aos hostels e alojamento económico. Existem também muitos restaurantes, muitos dos quais se aproveitam da excelente localização mas não são, necessariamente, os melhores da cidade.  

A sul da Catedral, as estreitas ruas do centro histórico desembocam em becos e pequenas praças. Aventure-se por estes lados e rapidamente chegará a uma das praças mais belas da cidade, a Piazza della Signoria.



Piazza della Signoria

Uma das maiores atrações da cidade, a Piazza della Signoria está próxima da Galleria del Uffizi, Ponte Vecchio e Pitti Palace, mais alguns locais históricos e emblemáticos em Florença. Nota-se que a zona se tem adaptado aos milhares de turistas que ali passam, mas o charme medieval das ruas vai-se mantendo até hoje. 

Falando em turistas, sim, esta é uma zona que facilmente fica apinhada de visitantes, sobretudo no Verão. Fuja aos grupos e às horas mais óbvias para poder apreciar a praça em todo o seu esplendor. Não faltam restaurantes, mas pense bem se vale a pena dar tanto por uma refeição quando existem inúmeras opções noutras zonas da cidade onde pode comer bem e muito mais em conta. 



San Lorenzo e Mercato Centrale

mercato

A zona do Mercato Centrale tem como ponto de partida a igreja de San Lorenzo, que pertenceu aos Medici e que também deve incluir na sua lista de atrações para ver em Florença. Depois, dê um salto ao mercado, que funciona dentro de portas e onde pode comprar ou, simplesmente, apreciar os produtos frescos, a carne, peixe e queijos que ali se vendem.

Se espera apenas um mercado típico, desengane-se, pois ali também existem espaços gourmet, onde pode provar a famosa mozzarella di bufala, pizas, fazer provas de vinho, deliciar-se com um gelado ou cerveja fresca ou experimentar as especialidades para vegetarianos, entre outras opções de street food. 

As ruas no exterior do mercado também estão cheias de barraquinhas com produtos em pele, souvenirs e diversos outros artigos. Esta é uma zona bastante movimentada, com uma oferta de alojamento económico bastante grande e restaurantes de preços mais acessíveis. 



Piazza Santa Trinita 

Esta praça deve o seu nome à Igreja de Santa Trinita, mas esta não é a única atração que tem que ver nesta zona da cidade. A Piazza Santa Trinita é, por si só, um marco admirável e que tem que ver em Florença, sendo uma das únicas praças na cidade com uma forma triangular. Os edifícios em redor, como o Palazzo Bartollini, o Palazzo Buondelmonti e a Colonna dell'Abbondanza, farão as delícias dos apaixonados pela história e arquitetura. 

Ali mesmo ao pé fica também a Via Tornabuoni, onde se encontram algumas das mais glamorosas lojas da cidade, e se for caminhando, vai chegar à Ponte Santa Trinita, sobre o rio Arno. A ponte foi construída no final do século XVI mas sofreu uma nova intervenção depois dos bombardeamentos da Segunda Guerra Mundial. 



Santa Croce

santa croce

Este bairro tem também como ponto de partida a Basílica de Santa Cruz, mais um monumento a ver em Florença e antes de percorrer o resto desta zona. As ruas em redor do Mercato di Sant’Ambrogio e da Piazza de Ciompi têm algum charme, e a vantagem de ainda não serem muito exploradas pelos turistas. 

Aproveite para apreciar os locais, sobretudo ao cair da noite, quando ruas como a Via de Benci, Via Panisperna e Via de Macci se enchem de gente em busca de alguns dos melhores restaurantes da cidade e bares para beber um copo. 



Oltrarno, San Niccolò e San Frediano

A zona de Oltrarno fica na outra margem do rio Arno, e historicamente é o local onde os artesãos se fixaram, e hoje ainda se mantêm. Com o tempo, o bairro começou a fazer as preferências das famílias de aristocratas da cidade, que ali construíram os seus palácios, como é o caso do Palazzo Pitti, que detém uma coleção de arte que pouco fica a dever à da Galleria del Uffizi. 

No centro de Oltrano vai encontrar a Piazza Santo Spirito, rodeada por excelentes bares e restaurantes, que ajudam a que a noite nesta zona seja uma das melhores de Florença. Siga para oeste para chegar a San Frediano, um dos bairros mais in da cidade, e San Niccolò, com ótimos restaurantes a preços razoáveis e ótimos locais para se divertir pela noite fora. 

Veja também: