O que ver em Londres: os bairros de visita obrigatória

Com tanto para descobrir na capital inglesa, planear a sua visita pode ser uma missão complicada. Para ajudá-lo, selecionámos as 5 zonas imperdíveis da cidade.

O que ver em Londres: os bairros de visita obrigatória
Cada bairro londrino tem a sua própria personalidade

Londres é uma das capitais europeias mais fascinantes, procurada diariamente por milhares de turistas de todo o mundo. É compreensível, afinal é aqui que tudo acontece.

Mas no caso de uma cidade tão grande e tão rica, com mais de 8 milhões de habitantes, responder à pergunta "o que ver em Londres" pode acabar numa lista interminável de sugestões, impossíveis de abarcar numa escapadinha à cidade.

Assim, para facilitar as suas escolhas, selecionámos os 5 bairros que deve privilegiar nos seus passeios pela fleumática capital inglesa.
 

5 bairros a não perder em Londres


West End

west end

O centro de Londres por excelência. É nesta zona que ficam os principais teatros e praças emblemáticas como Piccadilly Circus, Trafalgar Square e Leicester Square. É também aqui que vai poder passear nas ruas mais cosmopolitas da cidade, como por exemplo a Oxford, a Regent, a Bond e a Carnaby Street.

O Soho e o Covent Garden, que acabam por ser pequenos bairros dentro do West End, são igualmente locais a visitar, com a sua atmosfera vibrante, feita de lojas bonitas e originais, bares animados e restaurantes para todos os gostos. 

E não termine o seu périplo por esta zona sem dar um salto a Chinatown: para além da melhor comida chinesa de Londres, encontra supermercados com especiarias orientais impossíveis de encontrar noutros locais.



Westminster

westminster

Esta é a zona clássica e institucional de Londres, onde podem ser apreciados alguns dos seus principais ex-libris, desde logo o relógio Big Ben junto às não menos famosas Casas do Parlamento. A Abadia de Westminster fica a poucos minutos de distância e não muito longe poderá visitar a casa de Benjamin Franklin, homem de muitos talentos, fundador dos Estados Unidos da América.



Camden Town

camden

Do bairro mais sério passamos para o bairro mais extravagante de Londres: Camden Town. Aqui, o cenário é composto de personagens exóticas, lojas bizarras e mercados serpenteantes. Mas não se deixe assustar pelo estranho: mergulhe nesta atmosfera peculiar, aproveite para fazer algumas compras e prove a deliciosa comida das bancas de rua, com sabores vindos dos quatro cantos do mundo. O passeio pelo Regent’s Canal até Little Venice é altamente recomendável.



Notting Hill

notting hill

Não lhe garantimos que vá encontrar Hugh Grant a passear despassarado pela zona, à semelhança da sua personagem no filme que colocou este bairro londrino nas bocas do mundo. Mas pode sempre colocar a canção ‘She’, de Elvis Costello, nos seus headphones, enquanto passeia pelas ruas de Notting Hill.

Quem sabe não se cruza com Richard Branson, Robbie Williams ou Elle Macpherson? Estes são apenas alguns dos residentes famosos do bairro, cuja rua mais popular é a Portobello Road, onde tem lugar o reputado e caríssimo mercado de antiguidades.



South Bank

south

Para terminar esta seleção de o que ver em Londres, sugerimos-lhe atravessar para a margem sul do rio Tamisa, e ir até South Bank, uma zona que se tem afirmado nos últimos anos como um importante polo cultural e de lazer. São muitos os seus pontos de interesse, como por exemplo a famosa roda gigante London Eye, que apesar de poder ser apreciada a partir de vários pontos da cidade, é aqui que se encontra.

Por estas bandas, não faltam referências a William Shakespeare, desde logo no Shakespeare’s Globe, um teatro que é muito mais do que isso, com uma intensa programação inspirada no clássico autor inglês, incluindo muitas atividades pensadas para os mais novos.

Também o reputado museu de arte contemporânea Tate Modern escolheu South Bank para se instalar. A atmosfera cool e criativa que se sente deste lado da cidade está espelhada ainda no Borough Market, o principal mercado de frescos e produtos alimentares da cidade, com imensas bancas de produtores jovens e inovadores.

Agora que já sabe o que ver em Londres, faça as malas e boa viagem!

Veja também: