O que ver em Paris: Bairros e ruas obrigatórios

Venha connosco por esta viagem pelo top 5 dos melhores bairros para conhecer em Paris. 

O que ver em Paris: Bairros e ruas obrigatórios
Locais de passagem a não perder na cidade-luz

No que toca a bairros e ruas, o que é que deve ver em Paris? Lembre-se, que apesar da sua dimensão, Paris é uma cidade de bairros. Cada um com a sua identidade, a sua história e o seu “público”. Alguns são lendários como Les Hales, Saint-Germain-des-Prés ou Montmartre, outros são sinónimo de perdição como o Pigalle, ou de boémia como a Bastilha, ou de luxo como a Opéra. Não sabe o que ver em Paris? Nós ajudamos. 

Como a lista seria quase infindável, resolvemos resumi-la a cinco bairros, cinco escolhas, que condensam tradição, história, modernidade e charme, com um toque alternativo, para aqueles que não se importam de se perder na multidão...


A vida parisiense em 5 bairros


Quartier Latin

Quartier Latin

O Bairro Latino é o pouco que resta da cidade medieval que existia antes do grande plano de Haussmann que transformou a cidade na segunda metade do século XIX. O Bairro Latino é hoje em dia um caleidoscópio de restaurantes e bares, pequenas lojas de lembranças e lojas de conveniência. As suas ruinhas escuras e vielas sinuosas convidam ao passeio e à descoberta. Próximo da Universidade da Sourbonne, apertado entre o rio e Saint-Germain-des-Prés, o Quartier Latin é ainda o coração da boémia e está sempre cheio de vida e turistas.

 

Marais

Les Marais

Tendo sido poupado pelo grande plano de Haussmann, tal qual o Quartier Latin, Marais tem uma atmosfera bem diferente do resto da cidade. O bairro combina o charme da belíssima Place des Vosges e dos hôtels particuliers com a elegância e o bom gosto de uma cultura cosmopolita com visão de futuro.

O Marais é o habitat natural de fashionistas, foodies, hipsters, que lotam os melhores restaurantes e fazem explodir as lojas gourmet, vintage e retro. Por mais trendy e gay friendly que seja, o Marais não deixa de ter um velho lado tradicional, com as suas casas burguesas e pequenos restaurantes que alimentam a alma da cidade há décadas.
 


Batignolles

Batignolles

Num canto do 7eme (a noroeste do centro) fica um dos bairros mais relaxados da cidade. Batignolles é um oásis de pequenos templos gastronómicos e adoráveis boutiques, palco perfeito para uma tarde de flânerie. Com o seu ambiente a lembrar o de uma pequena cidade da província, Batignolles, oferece-lhe as sensações de uma Paris sem monumentos e museus, nem hordas de turistas.

Use a praça de Batignolles, perfeita com o seu pequeno parque, com direito a lago e cascata, como ponto de partida para a descoberta do bairro, não falhando uma visita às lojas da Rue Legendre, ou se for sábado de manhã, não deixe de marcar presença no afamado mercado orgânico. 



Canal Saint-Martin

Saint Martin

É em volta dos canais com mais de duzentos anos de idade, que se estende o Canal Saint-Martin, um bairro com fama de coolness que combina a tradição parisiense com o multiculturalismo das diversas comunidades parisienses. Bons restaurantes, esplanadas, bares, jardins e as margens do canal para passear fazerm do Canal Saint-Martin um dos bairros preferidos dos locais para um passeio de fim-de-semana.
 


Belleville-Menilmontant

Belleville

Este antigo bairro operário a que Edith Piaf chamava de casa está a transformar-se num dos bairros mais in da noite parisiense. Com clubes, bares e uma intensa vida artística a atrair jovens de toda a cidade para a sua animada vida noturna. 

Aproveite para beber uma bebida num dos muitos bares na Rue de Menilmontant, ou descontraia com as vistas panorâmicas do Parc de Belville. Quando a fome apertar, rume em direção à zona da Place St. Marthe e viaje pelo mundo numa infindável lista de restaurantes de proveniências tão distintas como o Brasil, o Ruanda, Marrocos, o Vietname, Portugal ou o Japão.

Veja também: