O que ver em Viena: os 8 melhores bairros da cidade

A capital austríaca tem vários bairros, e alguns merecem a sua visita. Não se esqueça de incluir estes oito na sua lista de atrações que tem que ver em Viena.

O que ver em Viena: os 8 melhores bairros da cidade
Percorra algumas das zonas mais trendy da cidade

Famosa pela sua arquitetura imperal, pela música clássica e atmosfera romântica, que atraem visitantes de todo mundo, Viena tem muitas atrações para visitar, o que faz com que nem sempre seja fácil escapar às multidões de turistas. No entanto, existem vários bairros que tem que ver em Viena e que o vão ajudar, se não a escapar ao fervilhar turístico, pelo menos a perceber como os locais vivem a cidade. 
 

Saiba quais os bairros que tem que ver em Viena


Donaukanal 

O Donaukanal é uma zona da cidade junto ao Rio Danúbio onde pode apanhar banhos de sol e aproveitar o ambiente de praia em pleno meio urbano. Existem vários bares que se estendem ao longo do rio com espreguiçadeiras e bebidas frescas, ao mesmo tempo que, no rio, vão passando os cruzeiros turísticos. Os amantes de arte urbana podem também apreciar alguns grafitis nas paredes em redor. Aos domingos, os locais aproveitam para fazer passeios pelas margens do rio de bicicleta ou a pé.



Mariahilf e Neubau

mariahilf

O sexto e sétimo bairros de Viena – Mariahilf e Neubau – encontram-se a noroeste do centro da cidade e muito próximos da rua Mariahilfer, a maior rua de comércio na cidade. As ruas circundantes estão também repletas de butiques, lojas pop-up e cafés. 

Os bairros Mariahilf e Neubau são atualmente os mais trendy da cidade, graças à mistura de espaços que ali convivem. Vai encontrar algumas das melhores butiques de designers austríacos e internacionais, apreciar a melhor street art da cidade, e rapidamente chegará também ao quarteirão dos museus, com uma vasta oferta de instituições culturais, lojas, cafés e discotecas.



Leopoldstat 

É no distrito de Leopoldstat, com a gigantesca praça Pratersten, que fica o Prater, um dos parques de diversões mais antigos do mundo e que tem mesmo que ver em Viena. A zona é povoada por mercados de produtos agrícolas, parques verdejantes e locais para aproveitar a vida noturna da cidade. 

Não se esqueça de comprar o bilhete para a roda gigante do Prater, que atinge uma altitude de 117 metros – é uma das mais altas do mundo – e lhe permite ter uma vista fantástica sobre a cidade. Em redor, os espaços verdes são preenchidos com jogos de futebol, passeios de bicicleta e piqueniques. 



Donauinsel

donauinsel

A ilha do Rio Danúbio (Donauinsel) foi artificialmente criada com o objetivo de prevenir as cheias na cidade, e é hoje um local privilegiado para atividades de lazer, servindo ainda, em conjunto com o Parque Nacional, como pulmão da cidade. Para chegar à ilha pode apanhar as linhas U1 e U6 do metro. 

A Donauinsel é provavelmente um dos motivos que levam a que a cidade tenha uma elevada qualidade de vida e, por isso, deve incluí-la na lista de atrações que tem que ver em Viena. Dos passeios de bicicleta ao skate, natação, vólei de praia, churrascos, festas ou um simples banho de sol, não faltam coisas para fazer, e a uma curta distância do centro da cidade. Se visitar Viena no fim de Junho pode aproveitar o Donauinselfest, um grande festival de música de entrada gratuita. 



Ottakring e Hernals

Muitas vezes negligenciados pelos turistas, os bairros de Ottakring e Hernals, na zona norte da cidade, merecem também destaque entre as atrações que tem que ver em Viena. Ao longo do tempo, foi aqui que se foram fixando as comunidades imigrantes, o que levou a que, atualmente, estes sejam os bairros mais multiculturais da cidade. Recentemente, têm-se implementado novas estruturas nesta zona, com instituições culturais, bares, discotecas e áreas de lazer que têm atraído novos públicos.

Uma das maiores atrações é o mercado Brunnenmarkt, com as suas influências orientais e também produtos locais. 



Margareten

margareten

O quinto bairro de Viena, Margareten, fica a oeste do centro da cidade. Deve visitá-lo pelo seu ambiente, algures entre o boémio e o chique, e para apreciar a arquitetura dos edifícios. Os foodies vão adorar esta zona da cidade, pois é aqui que se encontram alguns dos melhores restaurantes e mercados. É aqui que fica o Naschmarkt, o mercado mais antigo da cidade onde pode comprar produtos frescos ou aproveitar o brunch dos vários restaurantes e cafés que ali se encontram.

Veja também: