Plano de Saúde Medicare

Gratuito durante 6 meses!

Ao clicar concordo receber comunicações de marketing directo enviadas por e-konomista.pt

Saber mais

Ortorexia: tudo o que precisa saber

A ortorexia é um distúrbio alimentar centrado numa obsessão por uma alimentação super rígida e apenas à base de alimentos saudáveis.

Ortorexia: tudo o que precisa saber
Conheça este distúrbio alimentar

Quando pensamos em distúrbios alimentares pensamos imediatamente na anorexia - imaginando aquelas pessoas excessivamente magras que se recusam veemente a comer, ou então na bulimia - imaginando as pessoas que têm momentos em que comem tudo e em seguida provocam o vómito. No final dos anos 90 surgiu um novo conceito de distúrbio alimentar - a ortorexia.

A ortorexia consiste numa obsessão por uma dieta saudável. Mas esta obsessão é tão forte que, caso um determinado alimento tenha ainda que “restícios” de algum ingrediente menos saudável, ele é imediatamente eliminado do cardápio da pessoa.

Gorduras, lípidos, glúten e outros alimentos são considerados “maus” e por isso são imediatamente retirados da dieta diária. Uma pessoa que sofra desta perturbação pode passar vários dias a planear ao pormenor a ingestão de alimentos e a tendência é a de que estas restrições se tornem cada vez maiores e mais rígidas. Em alguns casos, chega-se ao ponto de abstinência por se considerar que quase nenhum alimento é suficientemente saudável para ser ingerido.

 

Fatores de risco da ortorexia

É necessário ter muito cuidado com esta doença porque o que pode começar como uma boa prática -  a adoção de um estilo de alimentação saudável - quando levado ao extremo pode tornar-se em ortorexia.

Como grupos de risco referem-se os adolescentes - por serem mais facilmente influenciáveis - e alguns grupos com dietas específicas e já de si restritivas - como os vegans, por exemplo.

 

Consequências

A ortorexia pode trazer graves consequências à saúde física e mental de uma pessoa. Fisicamente podem começar a surgir sintomas de malnutrição, desidratação e falta de vitaminas e minerais essenciais ao bom funcionamento do nosso organismo.

Além disso, e não menos grave, são os problemas de ordem psicológica / social que advém deste distúrbio: uma pessoa com ortorexia tende a isolar-se e a criar imagens mentais que não correspondem à realidade.

As relações interpessoais também podem ser gravemente afetadas pois quem sofre de ortorexia geralmente rejeita qualquer alimento que não seja cozinhado por si, deixando assim de frequentar eventos sociais.

Outro dos problemas que traz é o facto de quem sofre desta compulsão estar constantemente a analisar e a comentar tudo o que as outras pessoas comem, gerando relações menos saudáveis.

 

Formas de tratamento da ortorexia

Sendo a ortorexia um distúrbio do foro psicológico, a melhor forma de tratamento é através de acompanhamento psicológico. Mas para se partir para um tratamento, é sempre necessário que a pessoa com ortorexia assuma a compulsão, o que nem sempre é fácil.

Após este passo, segue-se uma caminhada de acompanhamento para que as ideias pré-concebidas de uma alimentação correta sejam redesenhadas e para que não exista tanta inflexibilidade naquilo que se ingere.

Veja também: