Os 5 tipos de condutores que queremos evitar

Aqueles que já estão habituados a andar na estrada devem identificar facilmente os tipos de condutores que conseguem esgotar a paciência a qualquer um. Desde o principiante ao convencido de que sabe tudo, veja o perfil de 5 tipos de condutores.

Os 5 tipos de condutores que queremos evitar
Que tipo de condutor é?
  • Em função da personalidade, existem perfis considerados "kamikaze"

1. Os principiantes


Aqueles que cumprem TODAS as regras de transito, pois acabam de as estudar, mas de uma maneira desajeitada. Geralmente é fácil identifica-los, pois o carro parece uma árvore de natal pelo uso exagerado dos piscas e o travão.


2. Condutores em terapia para controlar a raiva


Após várias tentativas, finalmente está a conseguir ultrapassar um veículo na estrada quando, a 200 m de distância, consegue ver um carro que se aproxima a toda velocidade a fazer sinais de luzes. Apenas deixa de os ver quando este se encontra a, aproximadamente, 10 cm do seu veículo. Desta distância torna-se muito mais fácil ver os gestos que o condutor faz de forma efusiva através do retrovisor e, se tiver a janela aberta, é possível que até consiga ouvir as palavras agradáveis que tem para si.


3. O idoso


O tipo de condutor que vai agarrado ao volante como se não houvesse amanhã, a uma velocidade estonteante de 30-50 km/h. Se pertencer ao tipo de condutor acima mencionado, não vale a pena perder o seu tempo com sinais, gestos ou “cumprimentos” através da janela, pois dificilmente irão reparar em si. 


4. O distraído


Aquele condutor que está tão convencido das capacidades ao volante que pensa que pode enviar SMS, mudar o DVD que as crianças estão a ver e/ou programar o GPS enquanto conduzem. 


5. O “salve-se quem puder”


O tipo de condutor que acredita na “lei da selva” e não respeita as regras de etiqueta e boas maneiras na estrada. Trata-se daquele que rouba os lugares de estacionamento ou que entra numa fila no último segundo, quando outras pessoas já esperavam há horas, e acredita que está no seu pleno direito.


Veja também: