Osteoporose: causas, sintomas e tratamento

Saiba mais sobre as causas, os sintomas e o tratamento da osteoporose e descubra como uma alimentação adequada pode ajudar na prevenção desta doença.

Osteoporose: causas, sintomas e tratamento
Tudo o que precisa de saber sobre a osteoporose

A osteoporose é uma doença generalizada do esqueleto que se distingue por uma diminuição da densidade mineral óssea (DMO) e transtornos da qualidade do tecido ósseo, originando um aumento da fragilidade óssea e, por consequência, um risco elevado de fratura.

Assim, genericamente, a osteoporose é uma doença que torna o esqueleto (ossos) mais frágil e vulnerável. É considerada uma doença silenciosa, pois muitas vezes apenas se descobre quando ocorre uma fratura. Estas podem ocorrer em qualquer osso, mas as mais comuns são as fraturas vertebrais, anca e punho.

A osteoporose é também mais comum nas mulheres, particularmente após a menopausa. Ao contrário do que vulgarmente se julga, a osteoporose não é a mesma coisa que artrose, que é uma doença das articulações.

Osteoporose: causas

A diminuição da massa óssea está relacionada com o aumento da idade (embora a osteoporose não seja uma consequência inevitável da idade). Nas mulheres, esta é agravada pelas alterações hormonais relacionadas com a menopausa.

Além do historial familiar de osteoporose, também o estilo de vida influencia (e muito) o desenvolvimento da osteoporose, nomeadamente o consumo excessivo de álcool, o tabagismo, o baixo índice de massa corporal, a baixa ingestão de cálcio e transtornos alimentares, tais como a anorexia.

Também o tratamento com corticoides e as doenças inflamatórias crónicas podem ser causas associadas a esta doença.

Osteoporose: sintomas

Como referido, os principais sintomas da osteoporose (primeiros sinais) acontecem apenas com as fraturas, que ocorrem no decurso de um traumatismo mínimo ou na ausência do mesmo, particularmente nas vértebras, anca (colo do fémur) e punho (antebraço), embora possam suceder fraturas em qualquer porção do esqueleto.

Outros possíveis sintomas:

Dor crónica;
– Dificuldade em manter-se de pé ou de locomoção sem auxiliares de marcha;
– Encolhimento (diminuição da estatura e curvatura das costas);
– Degradação do estado geral e diminuição da qualidade de vida.

Osteoporose: tratamento

A osteoporose não tem cura, mas o tratamento permite diminuir o risco de fraturas e de doenças associadas, aumentando a qualidade de vida. Uma osteoporose instalada e diagnosticada, é tratada através de medicamentos (juntamente com ingestão de cálcio e vitamina D).

Estão disponíveis vários fármacos para o tratamento da osteoporose, que pretendem diminuir a perda de massa óssea e/ou aumentar a DMO. O tratamento da osteoporose implica o acompanhamento regular do doente por parte do médico.

consulta medica

Ainda antes do tratamento, é importante a prevenção, que pode permitir evitar a perda de DMO, tais como:

– Ingestão de cálcio e vitamina D;
– Evitar o sedentarismo e praticar atividade física com carga (sustentação de peso);
Deixar de fumar e evitar o excesso de álcool.

Alimentação e estilo de vida, juntos contra a osteoporose

Deve fazer uma alimentação rica em cálcio, ingerindo produtos lácteos magros (leite, iogurte e queijo), os legumes verdes, frutos secos ou cereais.

O fornecimento de vitamina D é também fulcral para a absorção do cálcio ingerido pelos ossos. A principal forma de o conseguir é através da exposição (responsável) ao sol. Alimentos como o salmão, atum, cavala e sardinha (peixes), gema de ovo ou sumo de laranja são ricos em vitamina D.

No entanto, deve evitar consumir os alimentos ricos em cálcio juntamente com alimentos ricos em ferro (carne).

Evite as bebidas carbogaseificadas, alcoólicas e regimes alimentares com poucas proteínas, diminua a ingestão de sal e cafeína e deixe de fumar.

Veja também: