AUMENTe AS sUAS PROBABILIDADES DE ARRANJAR EMPREGO!

Os países mais caros para estudantes estrangeiros

Estudar fora de casa pode sair caro. Saiba quais são os países mais caros para estudantes estrangeiros!

Os países mais caros para estudantes estrangeiros
Se quer ir estudar para fora, saiba onde vai gastar mais dinheiro
  • É importante perceber qual dos destinos pode ser mais relevante para a área de estudo.

A dada altura da vida académica, quase todos os estudantes sentem vontade de ir mais longe e ter uma experiência fora de portas. Nos últimos anos, estudar no estrangeiro passou a ser uma coisa mais do que comum, pelos mais diversos motivos.

Alguns estudantes querem experimentar viver no estrangeiro por um determinado período de tempo, enquanto outros, reféns das médias que por vezes não se conseguem cumprir, arriscam fazer uma licenciatura lá fora. Muitos, já não regressam depois. 

Na altura de decidir qual o país que deverá escolher para ir estudar, é importante que analise bem o custo médio de vida de cada país, os valores associados ao ensino, entre outros fatores relevantes. Estudar fora de portas pode sair caro, mas há destinos que compensam. 

Em 2015, conheça o ranking dos países mais caros para estudantes estrangeiros segundo o estudo feito pelo HSCB.
 

O top dos 10 países mais caros para estudantes estrangeiros

1. Austrália

Em primeiro lugar no ranking está a Austrália, considerado o país mais caro para estudantes estrangeiros. No entanto, a Austrália oferece uma qualidade de ensino ímpar, facilmente reconhecida em todo o mundo. Se optar ir estudar para este país, saiba que, por ano, pode gastar 42.093 mil dólares.
 

2. Singapura

Singapura é considerado um dos sítios mais caros do mundo para viver e surge neste ranking em segundo lugar. Quem optar por ir para territórios asiáticos conte gastar, por ano, cerca de 39,229 mil dólares.
 

3. Estados Unidos

Famoso pelas excelentes universidades, os Estados Unidos são o destino predileto para milhares de jovens em todo o mundo, principalmente aqueles que visam apostar em níveis mais elevados de ensino, como por exemplo o doutoramento. Por ano, um aluno pode gastar em média 36,564 mil dólares.
 

4. Reino Unido

Em quarto lugar surge o Reino Unido, também ele um país primordial no que respeita ao ensino. Das universidades de Oxford ou Cambridge saíram grandes génios mundiais nas mais diversas áreas. Se quiser ter o privilégio de estudar neste país saiba que, por ano, poderá vir a gastar cerca de 35,045 mil dólares.
 

5. Hong Kong

De regresso à Ásia, Hong Kong assume-se como o quinto país mais caro para estudantes estrangeiros, o que implica um gasto médio anual de 32,140 mil dólares.
 

6. Canadá

Também o Canadá é conhecido por inúmeras escolas de qualidade que estão habituadas a receber, por ano, milhares de alunos estrangeiros. Anualmente, conte gastar cerca de 29,947 mil dólares.
 

7. França

França é um o segundo país europeu mais caro para se estudar, sendo que, nos últimos anos, não tem sido dos mais procurados para tal. O gasto médio anual é quase metade do que se poderia gastar na Austrália, mas ainda assim conte investir cerca de 16,777 mil dólares por ano.
 

8. Malásia

Estudar na Malásia? Sim, também é possível e caro! Num dos maiores destinos de férias de sempre, saiba que pode gastar em média 12,941 mil dólares por ano se quiser estudar.
 

9. Indonésia

A Indonésia também não é um sítio barato para os estrangeiros que querem investir em estudos. Gastará quase tanto como na Malásia, cerca de 12,905 mil dólares por ano.
 

10. Brasil

Em último lugar do top 10 dos países mais caros para estudantes estrangeiros surge o Brasil. Este país é amado por muitos e primeira opção para quem quer estudar comunicação, nomeadamente marketing e publicidade. Por ano, leve consigo cerca de 12,627 mil dólares. Vai precisar deste valor para se manter em terras cariocas.
Valorize-se profissionalmente... Saiba como com o nosso Simulador de Emprego e Formação >>
Veja também: