Parestesia: o que é e como pode ser tratada

Sabe aquela sensação de formigueiro e adormecimento de uma zona do corpo? Falamos de parestesia. Descubra mais sobre esta patologia agora mesmo.

Parestesia: o que é e como pode ser tratada
Saiba mais sobre esta patologia

De acordo com a Infopédia de Termos Médicos, a parestesia é “a perturbação anormal da sensibilidade (formigueiro, picada, adormecimento, etc.)”.

A sensação de parestesia pode surgir em diversas partes do corpo, mas pode ser comum na região oral à conta de procedimentos cirúrgicos ou restaurativos.

Quais as causas da parestesia?

Os sintomas da parestesia surgem quando existe uma lesão dos nervos periféricos da zona afetada. A parestesia pode ser sentida, por exemplo, pelos pacientes com o Neuroma de Norton (que é a lesão do nervo localizado entre os dois dedos dos pés, localizado na zona das cabeças dos metatarsos), por quem toma uma dose superior a 800 mg de beta-alanina (aminoácido que ajuda a aumentar o desempenho muscular) ou quando é lesionado algum nervo em intervenções cirúrgicas orais.

Quanto tempo dura a parestesia?

Por norma, os sintomas da parestesia podem persistir durante alguns dias ou até mesmo semanas. Existem casos em que a parestesia pode durar meses, o que acaba por reduzir drasticamente a qualidade de vida do paciente afetado com esta patologia.

Nos casos em que os sintomas persistem entre seis a nove meses, estamos perante um caso clínico de parestesia persistente (nestes casos, apenas os especialistas médicos poderão ajudar a resolver o problema).

A parestesia na região bocal pode ser bastante comum à conta da variação anatómica dos nervos que existem na zona onde é aplicada a anestesia que provoca a perda de sensibilidade na língua e no lábio.

parestesia bocal

Nestes casos de parestesia, a entrada da agulha é a responsável pela lesão da estrutura nervosa e a causadora dos sintomas de formigueiro e falta de sensibilidade. De acordo com os especialistas, na altura em que é provocada a lesão o paciente sente uma espécie de choque elétrico.

Ainda assim, os sintomas passam no final de alguns dias sem a necessidade de uma nova intervenção cirúrgica.

Existe tratamento para a parestesia?

A grande maioria dos casos de parestesia é reversível em apenas alguns dias, sem a necessidade de qualquer tipo de tratamento. Ainda assim, os especialistas aconselham a procura de ajuda médica se os sintomas da parestesia durarem mais de quatro semanas.

No caso da parestesia persistente nos nervos lingual e alveolar inferior, existem algumas terapêuticas que podem ser aplicadas para tratar a patologia. Os fármacos mais utilizados para esses casos específicos são os anti-neuríticos e os anti-inflamatórios. Em alguns casos pode, ainda, ser usado o laser de baixa potência.

Independentemente do local onde sente parestesia, a automedicação é desaconselhada e deve procurar a ajuda de médicos especialistas capazes de tratarem o seu problema.

Veja também: