Passear na Costa Vicentina: 3 opções ecológicas

A Costa Vicentina é uma região repleta de tesouros naturais que devemos preservar. Conheça três maneiras amigas do ambiente de explorar este cenário único.

Passear na Costa Vicentina: 3 opções ecológicas
Um destino incrível para Turismo de Natureza

Ainda que não haja fronteiras físicas, a região designada por Costa Vicentina é aquele pedaço do Sudoeste português, que desce de Odeceixe, contorna Sagres, e vai até à Praia do Burgau, uns quinze quilómetros antes de Lagos.

Faz um L, portanto. Um L de lazer e um L de liberdade: esta é uma excelente zona para fazer férias, relaxar e passear ao ar livre. Contactar com uma natureza rude e selvagem, mas incrivelmente bonita, dominada pelo Altântico e pelas escarpas imponentes.

E se são as praias e o surf as atividades mais populares na Costa Vicentina, os seus cenários naturais convidam a uma exploração mais profunda. Neste artigo, mostramos-lhe três formas de percorrer a região em total respeito com o meio ambiente: a pé, de bicicleta ou com o burro como companhia.

3 maneiras amigas do ambiente de explorar a Costa Vicentina


Percursos pedestres

Praia da Amoreira, Costa Vicentina

Caminhar por percursos rurais é uma excelente forma de nos exercitarmos e de nos enriquecermos culturalmente. Se aprecia este tipo de atividade física, a Costa Vicentina é um excelente destino para si, ao disponibilizar-lhe a Rota Vicentina.

Apesar de recentemente criado, este projeto já ganhou mais de vinte prémios nacionais e internacionais, tanto pela qualidade dos percursos, como pelo seu papel de sensibilização para a preservação desta importante zona costeira da Europa.

A Rota Vicentina alia a natureza aos recursos turísticos existentes na região, apresentando cerca de 450 km de trilhos pedestres, uma vez que ultrapassa as fronteiras da Costa Vicentina propriamente dita e abarca todo o Sudoeste Alentejano, a partir de Santiago do Cacém.

A serem percorridos preferencialmente de setembro a junho, todos os trilhos estão integralmente assinalados e existem propostas para diferentes tipos de ‘caminhantes’ e não apenas para os profissionais do trekking:

No site oficial encontra toda a informação necessária para poder planear os seus passeios, incluindo mapas, guias, dicas e conselhos para uma experiência memorável.

No entanto, se preferir ser acompanhado por alguém experiente, pode sempre recorrer aos serviços de uma empresa turística especializada como a Zen Trekk. Liderada pelo Carlos Glória, apaixonado pelo trekking e pela região, a Zen Trekk pode acompanhá-lo num roteiro feito à sua medida.

Circuitos de Bicicleta

Trilhos de BTT Rota Vicentina

Gosta de passear de bicicleta no seu tempo livre? Saiba que esta é também uma excelente forma de ficar a conhecer a Costa Vicentina. E nem sequer precisa de trazer a sua: em quase todos os hotéis, hosteles e casas de turismo rural há bicicletas para emprestar ou alugar.

No entanto, se já é um profissional nos passeios em duas rodas, talvez queira pedalar pelo Sudoeste de Portugal e descobrir as paisagens da Costa Vicentina de uma forma mais organizada e exigente. Propomos-lhe, por isso, os Trilhos do Sudoeste em BTT, uma atividade inserida na Rota Vicentina.

Igreja da Bordeira, Costa Vicentina

Com alojamento incluído e disponível durante todo o ano para grupos de 2 a 20 pessoas, o programa consiste em cinco dias a pedalar, num total de 7 noites, com paragens para conhecer as vilas, as aldeias, as barragens e as ribeiras da região, muitas vezes com o mar como pano de fundo.

Conheça este e outros destinos imperdíveis em Portugal com as nossas dicas >>

Passeios com Burro

Passeios com burro na Costa Vicentina

“Slow is beautiful”. Este é o fantástico mote da Burros & Artes, um projeto turístico sedeado em Aljezur, que tem o burro como protagonista. Este é um animal autóctone e que é aqui criado e acarinhado de forma a preservarem-se as tradições.

O ritmo das atividades é, já se sabe, comandado por estes animais, usados para transportar as crianças, as mochilas ou os cestos de piquenique. Aos adultos está reservada a função de guiar e conduzir o animal pelas paisagens vicentinas.

Passeios com burro ao luarFonte da imagem: Burros&Artes/Magicmoments.pt

Há circuitos que combinam a caminhada com o burro com outras atividades, como yoga, ateliers artísticos ou até passeios de carroça e programas noturnos. Especialmente interessantes para famílias com miúdos pequenos, os passeios com burro são uma forma diferente de fugir ao bulício citadino e descobrir o interior da Costa Vicentina a pé, sem ouvir queixas de crianças cansadas!

Veja também: