Perguntas e respostas sobre seguro automóvel

Todos aqueles que têm carro são obrigados a ter um seguro automóvel. É importante que esteja esclarecido na altura de subscrever o seu seguro.

Respondemos às questões mais frequentes para tomar uma decisão ponderada.

Perguntas e respostas sobre seguro automóvel
Informe-se sobre o essencial do seguro automóvel
  • Tem dúvidas sobre o seguro automóvel? Leia este artigo e fique esclarecido sobre o essencial

Subscrever um seguro automóvel não é tarefa fácil, principalmente devido à complexidade e variedade da oferta de mercado. Mas há pelo menos 10 perguntas que é fundamental que saiba as respostas. Nós resolvemos ajudar.
 

10 dúvidas frequentes sobre seguro automóvel

1. Tenho de fazer um seguro automóvel? Porquê?

Sim, é verdade. Todos os veículos em circulação são obrigados a ter um seguro automóvel. Pode, no entanto, optar entre o seguro automóvel de responsabilidade civil, que é o obrigatório por lei, ou o seguro contra todos os riscos. Se circular na estrada sem um seguro automóvel, corre o risco de sofrer coimas pesadas.
 

2. Qual a cobertura do seguro obrigatório?

O seguro obrigatório de responsabilidade civil cobre todos os danos pessoais e materiais sofridos por terceiros e pessoas transportadas. O condutor não está incluído. Para tal, é necessário que subscreva uma extensão das coberturas da apólice.
 

3. E o que não cobre?

A lei exige actualmente a subscrição do seguro de responsabilidade civil. No entanto, este seguro não cobre algumas das situações previstas, tais como:
  • Danos corporais sofridos pelos ocupantes do veículo que estejam a cargo do condutor ou familiares até terceiro grau;
  • Compensação por todos os danos causados caso as medidas de segurança rodoviária não tiverem sido respeitadas;
  • Compensação por danos no veículo culpado pelo acidente e lesões sofridas pelo condutor responsável pelo acidente.
 

4. Posso fazer um seguro em nome de outra pessoa?

Sim, é possível ser proprietário do carro e ter o seguro em nome de outra pessoa. No seguro de responsabilidade civil, não está definido qual será o titular, apenas se sabe que o mesmo tem de existir. A apólice do seguro poderá estar em nome do proprietário, usufrutuário, comprador ou locatário do veículo.
 

5. Se vender o automóvel, transfiro o seguro?

Não. Se vender o seu automóvel, terá de comunicar o sucedido à sua seguradora e a sua apólice irá caducar após a sua venda. O novo proprietário do veículo será obrigado a subscrever um novo seguro automóvel, com um novo contrato para que possa circular na estrada. 
 

6. O que devo ter em conta quando subscrever um seguro?

Na altura de subscrever um seguro automóvel, analise muito bem o que o mercado oferece e tenha em conta as seguintes questões:
  • Condições contratuais do seguro;
  • Coberturas incluídas a valores associados;
  • Tipos de franquia e valores associados;
  • Serviços incluídos na apólice.
 

Em caso de acidente

7. Se tiver um acidente, o que faço? 

Se infelizmente tiver um acidente na estrada e não sofrer ferimentos graves que o impossibilitem de agir, deverá seguir os passos seguintes:
a) Recolha todas as informações dos veículos e condutores envolvidos no acidente. Fique com o nome completo, morada, dados das apólices e seguradoras. Não tire o carro do sítio onde ficou depois de bater;
b) Tire fotografias a tudo o que conseguir antes de se começar a mexer;
c) Tome nota do que aconteceu. É importante fazê-lo enquanto os factos ainda estão muito presentes;
d) Tente perceber se há testemunhas;
e) Procure entrar em acordo amigável com os envolvidos, assinando a Declaração Amigável de Acidente Automóvel;
f) Caso não consiga entrar em acordo amigável, deverá pedir apoio da polícia.
 

 8. O que é a Declaração Amigável (DAAA)?

A Declaração Amigável de Acidente Automóvel (DAAA) consiste num documento-tipo que deve ter sempre consigo enquanto circula na estrada. O documento tem de ser preenchido pelas partes envolvidas no acidente e o seu principal objectivo é simplificar todo o processo que irá envolver as seguradoras, visando arranjar os danos causados. Preencha esta declaração logo no local do acidente, porque vai precisar de dados específicos.
 

Franquias e pagamentos

9. O que é a franquia de um seguro automóvel?

Quando subscrever um seguro automóvel, esteja atento às franquias. A franquia não é mais do que uma percentagem do montante total que o cliente poderá ter de pagar em determinados sinistros. A principal vantagem de optar por apólices com franquias, é o facto do prémio ser mais baixo. As franquias apresentam um valor estipulado que serve como base ao cálculo do reembolso. Esteja atento a esta questão.
 

10. Se eu não pagar o seguro, o que acontece?

Caso não pague o seu seguro automóvel na data prevista, deixará de poder circular com o carro. Se circular com o carro sem seguro e tiver um acidente ou for mandado parar pela polícia, poderá sofrer multas muito altas. Não arrisque.
 
Veja também: