As 5 piores tendências dos últimos 10 verões

Fomos à procura das piores tendências dos últimos 10 verões, porque acreditamos que vale a pena reflectir para não cair na tentação de... repetir!

As 5 piores tendências dos últimos 10 verões
Sim, sabemos que gostos são gostos, mas há peças que deixam muito a desejar...

Fonte da imagem: fashionista.com
A moda é, sem dúvida, democrática e depende das características físicas e psicológicas de cada pessoa (altura, peso, personalidade, criatividade), mas por mais voltas que se dê à imaginação existe algo chamado bom senso e bom gosto, que não encontrámos nas  piores tendências dos últimos 10 verões.

5 das piores tendências dos últimos 10 verões

Soquetes com saltos altos e ténis de plataformas

soquetes com saltos

Fonte da imagem: Pinterest

Meias curtas com saltos altos ou ténis com plataformas não nos parecem uma boa escolha qualquer que seja a ocasião a que se destinem, não concorda?

Calções demasiado curtos

calções curtos

Fonte da imagem: http://img.izismile.com

Calções demasiado curtos também não resultam na maior elegância, convenhamos. Mas há quem use e abuse!  Pequenos pormenores fazem toda a diferença no visual, bem como na imagem que se pretende transmitir.

Transparências totais

transparências

Fonte da imagem: pinterest

As transparências podem funcionar bem e chegam a ser vistas em desfiles parisienses. O certo é que algumas delas, por serem excessivamente transparentes, deixam de ter o encanto desejado e tornam-se impraticáveis para o outfit do dia-a-dia.

Riscas sobre riscas

riscas e mais riscas

Fonte da imagem: Pinterest

Vários tipos de riscas sobrepostas usadas em várias cores e ao mesmo tempo podem arruinar qualquer visual, por ser demasiada informação para processar. Não se esqueça de que, por vezes, less is more…

Jeans e roupa demasiado esburacada

roupa esburacada

Fonte da imagem: Pinterest

Sim, os jeans desfiados estão na moda, contudo acreditamos que há limites impostos pelo bom senso. Como na vida em geral, tudo deverá ser pensado e usado com conta e medida. Saber arriscar com equilíbrio e segurança é uma verdadeira arte, que não está ao alcance de todos e há, de facto, peças que têm mais buracos que tecido.

Veja também: