AUMENTe AS sUAS PROBABILIDADES DE ARRANJAR EMPREGO!

Como planear uma carreira internacional?

Ambiciona construir uma carreira internacional? Então use estas dicas.

Como planear uma carreira internacional?
São muitos os profissionais que pretendem construir uma carreira noutros países.

Há uma nova geração de profissionais. Uma geração que está em constante movimento e transformação e que tem (ou pelo menos muitos deles têm) como objetivo construir uma carreira internacional. Se é um deles, conheça algumas dicas que o podem ajudar a planear com sucesso a sua carreira além-fronteiras.
 

5 Dicas para planear (e construir) uma carreira internacional

Basta olhar para os números da emigração (principalmente a emigração de jovens altamente qualificados) para perceber que os profissionais estão cada vez mais ambiciosos e sem medo de arriscar uma carreira noutros países. Para quem tem esse objetivo, e ainda antes de se preparar para agarrar nas malas e partir, há muito trabalho pela frente. E começa com o planeamento da sua carreira internacional. Sim, porque para construir uma carreira lá fora tem que antes começar por traçar um plano. Com isso em mente, conheça algumas dicas que lhe vão ser muito úteis.

 

1. Pesquise os países/empresas onde ambiciona trabalhar

Parte da preparação de uma carreira internacional assenta no plano de ação. E parte desse plano passa por saber para onde quer ir e o que quer fazer. Saber o máximo possível sobre a cultura laboral do país para onde se pretende mudar ou sobre uma/várias organizações nas quais gostaria de trabalhar é fundamental (e não só em outros países, caso pretenda construir uma carreira no seu país de origem também). A verdade é que ao informar-se sobre as especificidades dos locais onde gostaria de desenvolver uma carreira vai poder adequar o seu perfil (seja em termos de competências, formação ou experiência profissional, por exemplo).

 

2. Torne-se fluente numa ou várias línguas estrangeiras

Regra básica: se quer construir uma carreira internacional, precisa de saber comunicar – fluentemente – noutras línguas, em particular na do país onde pretende desenvolver a sua carreira. E como sabe, nos dias que correm os conhecimentos linguísticos, além de essenciais, funcionam como fatores de diferenciação de candidatos e, como tal, podem fazer toda a diferença na hora de ser (ou não) selecionado para uma oportunidade de emprego decisiva para o seu percurso profissional.
 
 

3. Estude os processos de recrutamento de outros países e empresas

Os processos de seleção e recrutamento variam (e muito) de empresa para empresa e de país para país. Por isso, se quer “brilhar” é bom que esteja preparado para eles. Antes de se candidatar informe-se sobre os processos de recrutamento e os tipos de entrevista mais comuns no país ou empresa para onde pretende candidatar-se e prepare-se convenientemente para eles.

 

4. Se é para construir uma carreira internacional, é bom que seja a sério

Ou seja, não encare a possibilidade de trabalhar fora do país ou numa grande empresa como um “intercâmbio” ou uma oportunidade para contactar com uma cultura de trabalho internacional. Se quer mesmo construir uma carreira internacional mentalize-se que precisa de ser o mais profissional possível e dar (todos os dias) o seu melhor.
 

5. Trabalhe a sua flexibilidade e capacidade de adaptação

Uma carreira internacional vai exigir isso de si (muita flexibilidade e capacidade de adaptação). Pode até pensar que mudar de país é simples ou que trabalhar numa grande empresa internacional é tarefa fácil, mas nem sempre é. Vai precisar de muito “jogo de cintura” para encarar e ultrapassar as dificuldades que lhe vão surgir pelo caminho e vai ter que estar preparado para se adaptar a uma nova realidade. Sem isso, está condenado ao fracasso.

 
Pronto para planear a sua carreira internacional?! Então não perca tempo e ponha já “mãos à obra”!
 

Veja também: