As 3 melhores plantas para ter na casa de banho

Dê um ar mais moderno e natural à sua casa e verá que até o seu humor muda. Estas são algumas das melhores plantas para ter na casa de banho.

As 3 melhores plantas para ter na casa de banho
Conheça as melhores plantas para ter na casa de banho

Há certas plantas para ter na casa de banho que, sendo plantas de interior, não só podem transformar a estética de uma divisão, como também são conhecidas por impulsionar o humor, aumentar a criatividade, diminuir o stress e a ansiedade e, naturalmente, filtrar as toxinas do ar interior.

Embora um dos lugares mais subestimados para manter plantas interiores seja a casa de banho, a verdade é que existe uma série de plantas que prosperam nas condições quentes e húmidas que uma casa de banho oferece.

Na verdade, uma casa de banho pode imitar perfeitamente um habitat tropical nativo de algumas plantas, por isso, se se considera um iniciante nisto de plantas interiores, um ambiente de casa de banho pode ajudar seriamente a manter a sua primeira planta viva durante muito tempo.

Uma planta é também uma das formas mais simples de atualizar uma casa de banho e dar-lhe uma sensação de spa. Vá um bocado mais longe e acrescente alguma criatividade a este processo: tente pendurar uma planta na haste da cortina do chuveiro ou coloque-a num vaso ao lado do lavatório.

Antes de embarcar numa “caça à planta”, tenha em conta uma questão muito importante: a sua casa de banho recebe uma quantidade de luz natural ideal para alimentar a vida de uma planta? Se sim, aventure-se e “adote” uma das seguintes plantas.

Conheça 3 plantas para ter na casa de banho


Ninho-de-passarinho

Ninho-de-passarinho

Há uma grande variedade de plantas para ter na casa de banho, mas as ninho-de-passarinho são fascinantes, nomeadamente pelas suas folhas grandes, onduladas e de um verde brilhante, que cria vibrações que nos remetem instantaneamente para a selva.

Esta planta prospera com a humidade, o que faz com que a casa de banho seja o local perfeito para ela. Assim sendo, além de estar a criar um ambiente propício para o desenvolvimento desta planta, está também a criar um ambiente mais agradável para a sua casa de banho.

Cuidados a ter: moderado a baixo. Esta planta requer luz indireta e água uma vez por semana. Aumente a sua humidade, regando-a diretamente ou mantendo-a junto ao chuveiro.

Tillandsia

Tillandsia

Nem todas as plantas precisam de solo e a planta tillandsia, sendo uma “planta de ar”, em vez de usar raízes para absorver água e nutrientes, usa as suas folhas para absorver isso tudo do ar. Esta planta tolera uma variedade de condições, mas é mais feliz em pontos com luz brilhante, indireta e alta humidade.

Cuidados a ter: moderado. Esta planta requer luz indireta, mas pode tolerar algumas horas de luz direta. Mergulhe-a na água uma vez por semana durante cerca de 10 minutos e aumente a humidade regando-a todos os dias.

Aloe Vera

Aloé Vera

A conhecida planta aloe vera é de uma beleza estrutural, mas também tem benefícios: o seu interior pode ser usado ​para ajudar a aliviar a pele, curar pequenas queimaduras ou reduzir eczemas. O aloé vera também filtra naturalmente as toxinas benzeno e formaldeído do ar interior.

Cuidados a ter: baixo. O aloé vera necessita de um ambiente luminoso e água cerca de uma vez por mês e é uma planta considerada à prova de seca/suculenta.

Recomendações para cuidar das plantas da casa de banho


Não queremos ficar pela sugestão de plantas para ter na casa de banho, portanto, seguem-se algumas recomendações para tratar bem destas plantas e mantê-las bonitas e bem tratadas.

Lembre-se de que as recomendações de rega são estimativas: não existe uma fórmula ou cronograma exato para regar plantas domésticas. Os fatores ambientais, que podem diferir de casa para casa, bem como de estação para estação, podem afetar as recomendações de rega.

Abaixo encontra as nossas duas principais dicas quando se trata de rega.

1. É melhor regar uma planta com pouca água do que “afogá-la”. Note que, se preciso, pode adicionar mais água, já o contrário, retirar excesso de água, é mais complicado.

2. Verifique a sua planta todos os dias. Sinta o seu solo e rapidamente começará a entender os sinais que ela lhe dá quando está com sede.

Veja também: