Ponto morto ou engatado: como gasta mais combustível?

Conheça a resposta para a dúvida de muitos automobilistas, e saiba se o carro gasta mais combustível em ponto morto ou engatado.

Ponto morto ou engatado: como gasta mais combustível?
A resposta depende do carro, não do condutor

Certamente já se sentiu tentado a colocar o carro em ponto morto em descidas para poupar combustível, mas a verdade é que pode estar a fazer exatamente o contrário, tudo depende do seu carro. Para o ajudar a poupar em combustível, vamos neste artigo ver se é melhor ter em ponto morto ou engatado.
 

Pode estar a consumir mais do que deve

À partida, parece lógico o carro poupar combustível em ponto morto, mas a verdade é que não é isso que acontece. Em carros modernos com injeção eletrónica, poupa mais combustível com a mudança engrenada.

Apesar de muitos condutores acreditarem que entre ter o carro em ponto morto ou engatado não há discussão, a verdade é que com a injeção eletrónica, o carro tem a capacidade de cortar o combustível quando este não é necessário, gastando assim 0 litros aos 100 nestes casos, como numa descida –  esta é mais uma das maravilhas modernas dos nossos tempos.

Como os carros são feitos a pensar nos condutores, é natural que tal função exista. Se o seu a tem, então já sabe como pode poupar mais combustível sem ter de se preocupar com o assunto.

Por outro lado, sem injeção eletrónica, o carro realmente gasta menos combustível se estiver em ponto morto, pois é criado um vácuo no carburador. No entanto, andar em ponto morto não é aconselhado, pois não é uma prática segura.

 

Circular em ponto morto é perigoso

Já vimos que entre ter o carro em ponto morto ou engatado tudo depende da injeção eletrónica, mas a verdade é que este não deve ser o único fator a ser considerado.

Andar com o carro em ponto morto é perigoso, pois não sabe se se vai deparar com uma situação em que vai precisar do acelerador para se safar de um acidente Em ponto morto, tem um menor controle sobre o carro, e  na estrada deve-se esperar tudo e mais alguma coisa, desde condutores pouco sensatos a condições imprevisíveis.

É preciso saber até que ponto é benéfico pôr o carro em ponto morto para poupar combustível.  A quantidade que poupa é pequena, e se tiver um acidente, além de correr o risco de haver feridos, terá ainda de pagar a reparação do carro – ai vê-se logo livre do que poupou em combustível nos últimos anos.

A próxima vez que decidir se vai com o motor em ponto morto ou engatado, reflita sobre o assunto, a segurança vale mais do que os trocos que poupa em combustível.
Aproveite a promoção de Seguro Auto Online >>
Veja também: