Ponto morto: será que poupa combustível?

Costuma conduzir em ponto morto porque acredita que está a poupar combustível? Será mesmo assim? Nós temos a resposta certa.

Ponto morto: será que poupa combustível?
Saiba agora a resposta

Todos os condutores já se perguntaram quais as vantagens do ponto morto e, invariavelmente, todos pensaram na eventual poupança de combustível. Será que ter o carro em ponto morto é uma forma de diminuir o respetivo consumo? Hoje em dia, a resposta é “não”.

Ponto morto pode não ajudar a poupar combustível

Nos modelos mais recentes, deixar o carro em ponto morto durante as descidas não é uma das formas de poupar combustível, bem pelo contrário.

Nos carros com injeção eletrónica, o consumo de combustível é bastante inferior com o carro engatado do que se deixar o veículo ao ralenti (em ponto morto). Porquê? Numa descida, com o carro engatado, o automóvel corta o fornecimento de combustível (desde que tire o pé do acelerador), enquanto em ponto morto a injeção de combustível continua a ser feita para que o motor se mantenha em funcionamento.

Ainda assim, os automóveis sem injeção eletrónica poupam realmente mais combustível em ponto morto já que é criado vácuo no carburador que permite reduzir o consumo do carro.

Se não acredita, faça o teste no seu veículo: coloque o Computador de Bordo (CB) no mostrador do consumo instantâneo (não confunda com o mostrador do consumo médio) e deixe o carro em ponto morto; assim que reparar qual o consumo do veículo dos 0 km’s aos 100 km’s engate o carro e repare na mudança de valores que acontece passados alguns segundos. Vai ter uma surpresa, acredite!

conduzir

Circular em ponto morto tem vantagens?

Agora que já sabemos que circular em ponto morto não é sinónimo de poupança de combustível (pelo menos nos carros com injeção eletrónica), evite a todo o custo circular ao ralenti.

É bastante perigoso circular em ponto morto já que fica sem grande parte do controlo do veículo. Sabemos que nenhuma viagem é igual à anterior, independentemente de o percurso ser exatamente o mesmo, e, por isso, podem surgir obstáculos inesperados a qualquer segundo: se assim for, com o carro em ponto morto, é muito mais difícil reagir a tempo de evitar os acidentes (já que a resposta do veículo aos seus comandos é muito mais lenta).

Evite conduzir com o carro em ponto morto e poupe em sustos maiores: qualquer poupança de combustível não é razão suficiente para colocar a sua vida e a dos restantes condutores e passageiros em risco. Viaje sempre em segurança.

Veja também: