Publicidade:

12 pontos turísticos de Portugal obrigatórios em qualquer roteiro

Se fosse mostrar o nosso país a um amigo estrangeiro, que pontos turísticos de Portugal escolheria? Fizemos esse exercício e escolhemos 12 locais imperdíveis.

12 pontos turísticos de Portugal obrigatórios em qualquer roteiro
Conhece esta dúzia de sítios incríveis?

Paisagens de nos deixar sem fôlego, palácios e castelos encantados, edifícios futuristas: há de tudo nesta seleção de 12 pontos turísticos de Portugal. Provavelmente, já os viu em livros, guias de viagem ou reportagens de televisão, mas não há nada como ver estas maravilhas in loco.

Assim, este artigo é um convite para que vá conhecer o que de mais bonito e aclamado existe em Portugal, um destino cada vez mais procurado pelos estrangeiros. Seja turista no seu próprio país e não deixe de visitar estes locais maravilhosos nas suas próximas férias ou escapadinha.

Pontos turísticos de Portugal: 12 sugestões que todos devíamos conhecer


Igreja de Santa Luzia, Viana do Castelo

1. Miradouro de Santa Luzia

A nossa lista com os principais pontos turísticos de Portugal começa no Norte e lá no alto do Monte de Santa Luzia, em Viana do Castelo. Aqui, a vista sobre o rio e sobre o mar é soberba. Para uma experiência ainda mais memorável, suba os 168 degraus que o levam ao zimbório da Igreja de Santa Luzia (ou vá de elevador) e aprecie o panorama a 250 metros acima do nível do mar.

2. Escadaria do Bom Jesus

Escadaria do Bom Jesus, Braga

Ainda no Minho, fazemos uma escala em Braga para destacar a imponente escadaria do Bom Jesus do Monte. Constituída por três escadórios principais, com mais de 500 degraus, é um caminho que muitos fazem por promessa. A escadaria é ornamentada com fontes, pequenas capelas e estátuas de cariz religioso. Lá no alto, a vista sobre o centro de Braga e arredores é fabulosa.

3. Torre dos Clérigos

Porto, Torre dos Clérigos ao fundo

Fonte: pixabay/nuno_lopes

Um dos principais ícones da cidade Invicta, a Torre dos Clérigos não só é visível de praticamente todo o lado, como permite avistar toda a cidade e mais além, do alto dos seus 225 degraus. De estilo barroco e projetada por Nicolau Nasoni, foi recentemente restaurada, assim como a pequena mas belíssima igreja adjacente. Em datas especiais, é possível subir a esta torre sineira à noite, para uma visão ainda mais singular da cidade.

4. Ribeira do Porto

Ribeira, Porto

Fonte: pixabay/nathsegato

Uma das paisagens mais fotografadas do Porto, a Ribeira tinha de figurar numa seleção dos mais famosos pontos turísticos de Portugal. A melhor perspetiva deste bairro genuíno e único obtém-se do outro lado do rio Douro, em Vila Nova de Gaia. Daí conseguimos apreciar, em toda a sua plenitude, o puzzle colorido dos pequenos prédios dispostos em cascata, as arcadas, os barcos rabelos e o frenesim dos barcos de turismo que sobem o rio, assim como a magnífica ponte D. Luís.

5. Vale do Douro

Douro

E se falamos na Ribeira do Porto e no Douro, não podemos deixar de incluir neste artigo o vale do Douro, essa região de paisagens oníricas, onde as vinhas dão origem a néctares de qualidade elogiada além-fronteiras. O rio que rasga as colinas de socalcos vinhateiros e as quintas que pontuam a paisagem aqui e ali, assim como as pitorescas aldeias durienses, são imagens inesquecíveis. Um passeio de barco na região é obrigatório para sentir a sua magia.

6. Ria de Aveiro

Moliceiros na ria de Aveiro

Fonte: pixabay/pohjakroon

Não é difícil perceber por que Aveiro é uma das mais bonitas cidades do país. Junto ao mar e favorecida pela trama de canais que este levou para terra, não faltam aqui várias atrações turísticas, sendo muitas vezes apelidada de “Veneza portuguesa”. De facto, os canais que serpenteiam a cidade e os moliceiros – barcos tradicionais que se usavam para apanhar o moliço – são os principais responsáveis pelo seu charme. Os edifícios Arte Nova e as tradições gastronómicas são outros motivos de interesse.

7. Mosteiro da Batalha

Mosteiro da Batalha

Majestoso e de estilo gótico manuelino, o Mosteiro da Batalha convida ao silêncio e à reflexão, ainda que tal não seja fácil num dia de muitos turistas. Data do século XIV e foi mandado construir por D. João I como sinal de agradecimento a Nossa Senhora pela vitória portuguesa na Batalha de Aljubarrota. Está classificado como Património da Humanidade pela UNESCO e merece uma visita guiada. Tanto o seu interior como os jardins dos claustros são verdadeiramente inspiradores.

8. Palácio Nacional da Pena, Sintra

Palácio Nacional da Pena, Sintra

Ao visitarmos o Palácio da Pena, em Sintra, é fácil pensar que entramos num conto infantil de fadas, princesas e dragões e não demos por isso. É esse o efeito deste edifício encantador, rodeado de luxuriante vegetação. O rei D. Fernando II foi o responsável por este romântico e extravagante edifício, construído para se destacar na paisagem. Os interiores mantém o mobiliário original, dando-nos a conhecer muitos costumes da época.

O quarto da rainha D. Amélia, o Salão Nobre ou a maior das cozinhas do palácio, são alguns dos espaços visitáveis desta construção absolutamente fascinante. A vila de Sintra possui, no entanto, outros dos mais importantes pontos turísticos de Portugal, como é o caso da Quinta da Regaleira, o Palácio de Monserrate ou o Palácio Nacional de Sintra.

9. Castelo de São Jorge

Castelo de São Jorge, Lisboa

Fonte: pixabay/juliaorige

Nesta lista de pontos turísticos de Portugal de visita obrigatória, é essencial fazer uma paragem em Lisboa. Na capital, comecemos por referir o Castelo de São Jorge, de onde se obtém uma das mais bonitas vistas da cidade.

Trata-se de uma construção mourisca do século XI, que protegia as elites muçulmanas da época, desde logo o alcaide mouro. Mas passou para as mãos da nobreza portuguesa pouco depois, assim que D. Afonso Henriques conquistou Lisboa, transformando-o em residência real. Um lugar cheio de histórias e que marcou a história do nosso país, para conhecer na Exposição Permanente e no Sítio Arqueológico, disponíveis no local.

10. Torre de Belém

Torre de Belém

A Torre de Belém é outra das grandes imagens de marca da cidade de Lisboa. O edifício de estilo Manuelino, com os característicos detalhes islâmicos e orientais, é composto por quatro pisos, onde ainda hoje se mantêm a Capela, a Sala dos Reis, a Sala do Governador e a Sala das Audiências. O espaço que originalmente servia para guardar as munições foi convertido em masmorras na época filipina.

Símbolo da epopeia dos Descobrimentos, foi construída no século XVI por ordem de D. Manuel II, com o objetivo de defender a barra do Tejo. Para além da torre propriamente dita, é de salientar o proeminente baluarte e a ponte levadiça. Está dedicada a São Vicente, patrono de Lisboa, estando inscrita na lista do Património Mundial da UNESCO.

11. MAAT

MAAT, Lisboa

Fonte: pixabay/Paulo Valdivieso

Este é um ponto turístico recente na capital, mas merece figurar nesta lista, devido ao seu impacto inegável na paisagem ribeirinha. Falamos do Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia, cujo interesse, no entanto, vai mais além do arrojado projeto de arquitetura, da autoria do atelier britânico Amanda Levete Architects.

Inaugurado nos finais de 2016, o edifício do MAAT, apesar de contemporâneo, oferece uma simbiose apelativa com o Tejo, sendo já um ponto de encontro cultural de inegável pertinência na cidade. A programação é variada, com propostas para todos os públicos.

12. Lagoa das Sete Cidades

Lagoa das Sete Cidades, Açores

E porque ficarmos pelos pontos turísticos de Portugal continental seria redutor, decidimos incluir aqui um dos locais mais visitados dos Açores: a formosa Lagoa das Sete Cidades, na ilha de São Miguel. É o maior lago de água doce de um arquipélago pródigo nestas formações naturais, devido à sua origem vulcânica.

Tem 4,2 km de comprimento máximo e 33 metros de profundidade na zona mais funda. A ponte que divide a lagoa a meio, ajuda a acentuar a diferença de coloração das águas das duas partes, devido à influência da vegetação em redor, fazendo com que uma seja conhecida por Lagoa Azul e a outra Lagoa Verde. A beleza e a originalidade desta lagoa desde sempre inspirou mitos lendas e por isso há quem diga que as suas águas são lágrimas de amor: de uma princesa de olhos azuis e de um pastor de olhos verdes…

Veja também: