Publicidade:

Sabe porque é que o seu cão o segue para todo o lado?

O cão é o melhor amigo do homem, da mulher e da criança. Se é dono, conheça algumas das razões para o seu cão não parar de o seguir.

Sabe porque é que o seu cão o segue para todo o lado?
A lealdade dos nossos melhores amigos

Se tem um destes amigos de quatro patas, sabe o quão especial é a ligação e a relação entre o cão e o ser humano. Podem, contudo, desenvolver-se hábitos de codependência pelos mais diversos motivos. Conheça aqui algumas das razões para o seu cão não parar de o seguir.

Quase que se tornam sombras, sempre numa posição de vigia ou simples companhia. Claro que existem espécies com um caráter mais independente do que outras, mas os comportamentos podem ser atribuídos a ações que se desenvolvem ao longo do tempo.

4 razões para o seu cão não parar de o seguir


1. Companheirismo

Os cães são animais de companhia, de grupos, de matilhas… O instinto do companheirismo existe e isso aplica-se também ao dono. São animais extremamente sociáveis e se tem mais do que um, sabe como acabam também por se tornar companheiros uns dos outros. Ao passear com o seu cão observe as interações dele com outros canídeos.

A ligação social a outros animais e ao ser humano é muito importante. Os cães são animais que seguem, que se relacionam, que reagem e dependem da companhia.

ALT cao

2. Medo/ ansiedade de separação

Os cães sofrem de ansiedade nos momentos de separação dos seus donos. Essa ansiedade, esse medo que surge quando o cão se apercebe de que o dono vai sair de casa ou do espaço que estão a partilhar, pode fazer com o que seu cão nunca o largue quando estão juntos. Pode também reagir negativamente a essa separação: ao ladrar sem razão, ao ganir, ao “descarregar” a pressão em bens materiais, etc.

Uma das razões para o seu cão não parar de o seguir também pode ter origem na infância. Se o/a adotou quando era um cachorro ou cadelinha e não o habituou a uma certa distância desde essa altura, mudar esse comportamento pode ser mais complicado quando o animal é adulto.

O mesmo também se pode verificar caso tenha adotado um animal que já foi abandonado, por exemplo. Pode também ter a ver com uma mudança na rotina, como o espaço onde dormem ou com o regresso de um período de separação, como férias.

3. Curiosidade

Se quando se mexe ou se desloca de uma parte da casa para a outra o seu companheiro de quatro patas fica em estado de alerta e está pronto a segui-lo, isso é sinal de curiosidade.

Este é um comportamento absolutamente normal e um sinal de amor e lealdade perante os donos. É também sinal de um estado psicológico saudável: será que a transição de espaço resulta em brincadeira, em comida, em passeio? Será que vai roubar atenção?

ALT cao

4. Saúde

O seu cão ou cadela pode estar a querer passar uma mensagem. Este último ponto pode reunir aspetos de todos os motivos anteriores aqui apresentados. Pode ter necessidade de mais exercício, de mais tempo na rua, de mudar de sítio onde dorme, de alimentação… Preste atenção a estes pequenos sinais e peça ajuda ao veterinário ou treinador, caso ache necessário.

Veja também:

Júlia Rocha Júlia Rocha

Licenciada em Ciências da Comunicação pela Universidade do Porto, sempre se deu bem com os livros, teclados de computador e canetas. A importância da palavra escrita num mundo tecnológico, aliada à história, ao cinema, literatura e televisão, são os seus maiores campos de interesse.