6 dicas para poupar na compra de roupa de bebé

Não poupar na compra de roupa de bebé é um dos erros mais comuns dos casais, com possíveis consequências graves para a carteira. Conheça as nossas dicas.

6 dicas para poupar na compra de roupa de bebé
Lista com dicas úteis

Uma das dicas fundamentais para qualquer casal que vai ter um filho é saber como poupar na compra de roupa de bebé. Ao momento marcante de receber a notícia de que se vai ser pai/mãe segue-se, quase invariavelmente, a imediata compra do enxoval para o bebé, em alguns casos com acessórios e peças desnecessárias ou excessivamente caras.

As roupas – normalmente bem caras – são um dos casos clássicos em que o desperdício de dinheiro acontece, e sabe-se que as contas são das poucas coisas que podem arrefecer a felicidade de ter um bebé.

Evite gastos desnecessários com esta lista de seis dicas para poupar na compra de roupa de bebé.

6 dicas para poupar na compra de roupa de bebé

Não compre demasiada roupa antes do bebé nascer

menino menina

É menina/o! A notícia de que é menina ou menino, associada ao vasto número de opções de lojas de roupas para bebé – todas decoradas deslumbrantemente –, resulta quase sempre em compras desnecessárias de roupa de bebé.

Comprar muita roupa e gastar demasiado dinheiro em roupa antes do bebé nascer é um desperdício por várias razões: os amigos e familiares gostam de oferecer roupa para o bebé como presente; não sabe com que tamanho vai nascer o bebé; e os recém-nascidos crescem muito rápido. Compre só o essencial antes do bebé nascer.

Compre sempre um tamanho acima da idade do bebé

bebé

As crianças crescem rapidamente e comprar o tamanho da idade real do bebé pode não servir. Além disso, muitas crianças vestem facilmente um número acima (por exemplo, 9-12 meses, tendo apenas seis). Por outro lado, na maioria dos casos se a roupa estiver ligeiramente comprida resolve-se dobrando um pouco as mangas ou então ficam para usar um ou dois meses depois. No entanto, tenha em consideração as estações do ano e a variabilidade dos tamanhos nas diferentes lojas.

Peça emprestado a familiares e amigos

carrinho bebé

Pedir emprestada roupa a amigos e familiares de confiança, que tiveram filhos há um ou dois anos e já não as usam, por exemplo, é uma excelente forma de poupar na compra de roupa de bebé, e segura, até porque a maioria da roupa é usada pouco tempo nestas idades. Esta é também uma boa forma de economizar em acessórios como alcofas, banheira, carrinhos, cadeirinhas, etc.

Não vá em modas

bordados

Todos queremos que os nossos filhos andem bonitos e bem vestidos. E realmente aquelas roupinhas (como camisas com bordados, por exemplo) que vemos nos catálogos são muito giras e apelativas, mas nem sempre a sua praticabilidade é a maior.

Rapidamente vai passar do deslumbramento à realidade de que raramente ou nunca o seu bebé as vai usar porque o que realmente interessa é o que é melhor para o bebé, ou seja, o que é mais confortável. Facilmente encontra alternativas adequadas e igualmente bonitas.

Compre roupa em lojas de segunda mão

roupa usada de bebé

Desde que esteja em bom estado e cumpra as regras de segurança, comprar roupas em segunda mão é uma boa opção para poupar na compra de roupa de bebé.

A principal razão para não haver qualquer problema é que é comum, nestas idades, as roupas terem sido usadas por pouco tempo (ou até não terem sido usadas). A Kid to Kid é uma boa opção para comprar ou vender roupa de bebé em segunda mão.

Opte por comprar peças básicas nos saldos

básicos bebé

Pode aproveitar os saldos para adquirir peças básicas e de utilização recorrente ao longo do crescimento do bebé. Economiza dinheiro e não tem grandes riscos de não chegarem a ser utilizadas. Por exemplo, nos saldos de determinada estação compre este tipo de peças para a mesma estação seguinte (considerando, naturalmente, os meses que o bebé terá nessa altura). Deixa as compras de roupa mais dispendiosas para peças que valham realmente o investimento.

Veja também: