Publicidade:

Pré-diabetes: o que são e o que deve fazer

Pré-diabetes não é o mesmo que diabetes. Saiba que fase é esta e que medidas tomar para evitar chegar a diabético.

Pré-diabetes: o que são e o que deve fazer
Adote as medidas necessárias para não chegar a ter diabetes

Pré-diabetes ou princípio de diabetes é uma fase em que ainda não se é diabético, mas em que nos encontramos num ponto em que o nosso corpo pode acabar por ceder à doença. Se foi ao médico a tempo e ainda não tem diabetes, siga à risca todas as indicações para não enfrentar problemas maiores de futuro.

Pré-diabetes: saiba o que é

Ter pré-diabetes significa que o nível de açúcar no nosso sangue é mais elevado do que o normal, mas não o suficiente para ser considerado diabetes. E o perigo desta fase reside no facto de podermos ter pré-diabetes e não sentirmos quaisquer sintomas.

Sinais da doença

obesidade

Se tiver excesso de peso, mais de 45 anos e não fizer exercício, está no mau caminho. Não quer dizer que, nestas condições, tenha a doença, mas tem mais propensão.

Tem também maior probabilidade de ter diabetes do tipo 2 e problemas de coração. Com um teste de sangue consegue saber se tem pré-diabetes.

Como reverter a pré-diabetes

Para quem tem pré-diabetes, e de forma a que a doença não evolua para diabetes, há duas palavras-chave: exercício e alimentação.

O excesso de peso é altamente prejudicial e uma via rápida para chegar aos diabetes, por isso faça exercício físico.

E como o exercício sozinho nada fará, adapte a sua alimentação à sua condição. Corte com os doces e adote uma alimentação saudável.

O ideal é ser acompanhado por especialistas, como um personal trainer e um nutricionista, que irão orientar o seu exercício e a sua dieta de acordo com o seu objetivo: livrar-se da doença.

Exercício físico

walk andar caminhar caminhada

Não precisa de ser extremamente exigente com o exercício físico. Se fizer uma caminhada de meia hora, 5 vezes por semana, já está a fazer progressos.

Os exercícios de aeróbica e de força são os mais indicados.

Alimentação

espargos

Vegetais como espargos, couves de Bruxelas e cenouras devem estar muito presentes na sua nova dieta. Batatas, milho e ervilhas são outros aliados. E, como sempre, a proteína é muito importante, por isso não se esqueça de acrescentar ao seu prato frango, peixe ou feijão.

Tenha especial atenção aos hidratos de carbono de rápida absorção, que se transformam em açúcar.

Outras medidas

Para além do exercício e da alimentação, há outras coisas importantes a ter em consideração quando se tem pré-diabetes.

Dormir bem – Dormir entre 7 a 8 horas fará a diferença. Evite beber álcool e cafeína antes de se deitar, para que consiga ter noites de sono tranquilas.

Não fumar – Os fumadores têm entre 30% a 40% de maior probabilidade de ter diabetes do tipo 2 do que os não fumadores. Para além disso, se chegar mesmo a ter diabetes, os seus níveis de açúcar no sangue serão ainda mais difíceis de controlar.

Medicação – Alguma medicação ajuda a controlar os níveis de açúcar no sangue. Se o seu médico lhe prescreveu alguma medicação, siga as indicações à risca.

Grupos de apoio – Se, por ter pré-diabetes, teve que fazer muitas alterações à sua rotina e está a ter dificuldades em lidar com isso, não deixe de partilhar o que sente. Há grupos de apoio para situações destas. Certamente que o seu médico terá algumas sugestões.

Esta doença não é uma brincadeira e pode trazer consequências muito graves e condicionar ainda mais a sua vida. Por isso, se acha que fazer estas adaptações custa, pense que se passar de doente de pré-diabetes e doente de diabetes a sua situação será bem pior.

Veja também: