Guia de Poupança: Receba no seu email GRÁTIS!

O E-book que lhe mostra como começar a poupar agora.

Ao clicar concordo receber comunicações de marketing directo enviadas por e-konomista.pt e pelos nossos Parceiros

Enviar

7 Prendas que NÃO PODE MESMO oferecer no Natal

Achou que o ar de desilusão tinha sido claro mas voltou a receber meias no Natal passado. Envie este artigo à sua tia que não sabe o que não oferecer no Natal.

7 Prendas que NÃO PODE MESMO oferecer no Natal
Pelo fim das prendas horríveis no Natal.

A lista de coisas a não oferecer no Natal podia nunca mais ter fim porque, sim, há muito más prendas a ser oferecidas todos os anos. Mas atenção, não quer dizer que precise de gastar muito dinheiro para oferecer um presente ou sequer é obrigado a dar prendas no Natal mas, se o vai fazer, então tenha o mínimo de cuidado e respeito por quem vai oferecer. 

Não vale arranjar desculpas porque se lhe faltam ideias ou orçamento não pode deixar de ver as nossas sugestões de presentes. Agora, há coisas que não pode oferecer nem este nem em nenhum Natal!
 

7 Prendas de Natal que não têm lugar no sapatinho

 

1. Livro de boas maneiras

Tem um tio que é o mestre dos inconvenientes, tem sempre a palavra errada no momento mais inoportuno, não sabe como se comportar à mesa e já foi responsável por várias tentativas, não conseguidas, de iniciar a terceira guerra mundial em família? Por muito que tenha vontade, o Natal não é o momento para baixar o passivo agressivo que vive dentro de si, aumento o volume do “Sozinho em casa” e divirta-se.

 

2. Prendas avulsas

Entende que a sua afilhada mais nova está em idade de casar e decide começar a fazer-lhe um enxoval. Se ela gosta, tudo bem. Mas há um pequeno detalhe: não ofereça peças avulsas. Este ano leva dois copos de gelado de um serviço, no próximo leva mais dois de um conjunto diferente, depois são três argolas de guardanapo, no seguinte são dois guardanapos de pano e… não, não, não!

 

3. Meias e afins

A  não ser que a pessoa que as vai receber tenha uma paixão louca por meias e roupa interior sem sal, não faça isso. A sério, pense lá, gostava de receber meias de presente? Quem diz meias, diz lenços da mão, camisolas interiores e cuecas básicas, feias e aborrecidas. Também não é boa ideia oferecer uma lingerie sensual a qualquer outra mulher que não a sua esposa!

 

4. Fotografias emolduradas

Nos anos 90, era muito habitual oferecer aos avós, padrinhos, tios e afins, grandes (mesmo  muito grandes) molduras com montagens pirosas de fotografias da família ou da criança. Isto não era boa ideia na altura e continua a não ser agora. Mas há quem ainda não tenha percebido. Comprar algo para as paredes da casa de outra pessoa é, sem dúvida, algo a não oferecer no Natal.

 

5. Coisas que não gosta

É certo que o “lixo de um é o tesouro de outro” mas, se não gosta de algo, seja o aroma de um perfume que não agrade, uma cor que acha horrível, um autor que despreza, e por aí fora, porque razão é que lhe parece aceitável oferecer isso a alguém? A não ser que tenha a certeza que a outra pessoa vai amar, caso contrário, faz parte da lista “não oferecer no Natal”.

 

6. Livro de dieta

A sua irmã passa a vida a queixa-se que já não cabe dentro das calças, está mesmo fora de linha e já não aguenta olhar-se ao espelho. Lamenta-se e volta a lamentar-se mas fazer qualquer coisa por isso, não é com ela. Não, não é fixe oferecer-lhe o livro da última dieta sensação que está nas bancas. Se, realmente, está preocupado com a sua saúde, é tempo de terem uma conversa mas em privado.
 


7. Algo do seu armário

Não falamos de reaproveitar prendas, que não é das piores coisas. Suponha que alguém lhe deu uma gama de produtos de banho aos quais é alérgico. Não tem problema se oferecer a alguém que sabe que adora, até porque os tempos não estão para grandes gastos. Agora, ir ao fundo do seu armário vasculhar por coisas “assim-assim”, já usadas e gastas para despachar e oferecer no Natal é que não!


Veja também: