Como preparar a reforma?

Comece hoje a preparar a reforma. Siga os nossos passos e dicas para ter uma reforma tranquila e com o dinheiro necessário para satisfazer as suas necessidades

Como preparar a reforma?
Quanto mais cedo começar o seu plano de poupança menor será o esforço exigido

A necessidade de preparar a reforma é um tema que tem vindo para a discussão pública com grande intensidade nos últimos anos. Assistimos recentemente a alterações legislativas para aumentar a sustentabilidade da Segurança Social e permitir que este sistema tenha uma maior duração. Infelizmente, os esforços legislativos não são suficientes para dar a confiança aos portugueses neste sistema de protecção social.
 

O que considerar para preparar a reforma atempadamente

 

Tem de começar a poupar hoje!

O esquema de protecção social foi constituído em Portugal após o 25 de Abril. Nesta altura, a nossa economia e o nosso país gozavam de uma situação económica e demográfica muito diferente daquela que vivemos actualmente. Na época, existia crescimento económico (?) e tínhamos uma grande percentagem de trabalhadores jovens. Adicionalmente, quando foram criadas as reformas, a idade de reforma era próxima da esperança média de vida. Assim, em média, as pessoas não se reformavam.
 
Mudam-se os tempos... deixámos de crescer e gerar emprego e impostos suficientes para suportar uma população em envelhecimento. Não podemos contrariar facilmente esta maré... sem crianças não é possível ter um sistema social em que são as pessoas na vida ativa que sustentam as pessoas reformadas. E dentro de uns anos a situação demográfica estará ainda pior pois Portugal tem uma das taxas de natalidade mais baixas do mundo.
 
Tendo este cenário em perspectiva, torna-se urgente começar a preparar desde já a nossa reforma. Sem alarmes ou pânicos. Temos de o fazer de forma natural e assumindo as rédeas da nossa vida financeira. Para o ajudar a preparar a sua reforma, deixamos alguns passos que consideramos essenciais.
 

Tomar a consciência

Não nos iremos alongar muito. Falamos atrás do contexto económico, social e demográfico do país. Noutros artigos poderemos alongar-nos mais. Por ora, é importante que tenha a consciência do estado actual das coisas para que tal conhecimento seja o mote para os passos que se seguem.
 

Definir objectivos de vida

O segundo passo consiste na definição de objectivos de vida no momento da reforma. Deverá pensar que se irá reformar para algo e não reformar de algo. Pode parecer um preciosismo mas, na realidade, os reformados do futuro não serão como os reformados no passado. Iremos chegar à reforma com diferentes níveis de escolaridade e interesses, o que nos levará a querer preencher os nossos dias com actividades que necessariamente irão envolver custos acrescidos.
 
Neste segundo passo, é essencial tentar mensurar financeiramente os gastos que se espera no futuro. Pode parecer um exercício teórico e desnecessário mas é uma tarefa essencial para que se defina o terceiro passo.
 
Veja também: Quanto acumular para a reforma?
 

Definir esquemas de poupança

Sabendo quando precisa de poupar para a reforma, sabendo a sua idade actual e o seu perfil de risco, está em condições de definir um esquema de poupança mensal para atingir os seus objectivos no futuro. Existem diversos simuladores de investimento que permitem ter uma ideia da poupança acumulada no futuro, tendo em conta diferentes níveis de retorno e de poupança mensal.
 
De notar que o seu esquema de poupança deve contemplar:
  • Entregas com periodicidade regular;
  • Entregas automáticas.
  • Investimento de acordo com o seu perfil de risco;
  • Considerar o seu horizonte de investimento.
 

Conhecer os diversos produtos de investimento para a reforma

Existem diversos produtos de investimento que foram criados exclusivamente a pensar na reforma das famílias portuguesas. Infelizmente, um desconhecimento das suas potencialidades leva alguns a concluir que estes instrumentos não são boas alternativas de investimento para a reforma.
 
Ao falarmos de produtos de investimento para a reforma, falamos de:
 
 
Sugerimos que analise com cautela estes produtos que pela sua importância já abordámos por diversas vezes no E-konomista. Nunca se esqueça que ao falarmos de investimentos temos de falar da fiscalidade, área onde estes produtos se distinguem muito pela positiva. E se procura produtos com fiscalidade mais atractiva, sugerimos também que conheça os seguros de capitalização.
 
Está já em condições de aplicar as sugestões que apresentámos. A preparação da reforma exige um esforço continuado de poupança. Se precisar de dicas e sugestões para poupar dinheiro e libertar espaço para poupar para o seu PPR, sugerimos que leia as nossas dicas de poupança.
 

Veja também: