AUMENTe AS sUAS PROBABILIDADES DE ARRANJAR EMPREGO!

Processo de Recrutamento e Seleção: como funciona

O processo de recrutamento e seleção das empresas, sempre que pretendem adicionar colaboradores à sua estrutura, pode variar, mas existem passos comuns. Saiba como funciona este processo.

Processo de Recrutamento e Seleção: como funciona
Principais passos de um processo de recrutamento

O mercado de trabalho está saturado e, consequentemente, mais exigente. A procura é bem superior à oferta. Com tantos funcionários no mercado, as empresas, sempre que necessitam recrutar, precisam ser minuciosas no processo de recrutamento e seleção. O objetivo é encontrar os melhores profissionais, que melhor encaixem no perfil desejado pela empresa, no meio de uma imensidão de ofertas. Assim, torna-se (ainda mais) premente a utilização de algum método sempre que se pretende contratar. Por outro lado, quem procura emprego deve conhecer o processo, habitualmente utilizado, de recrutamento e seleção para melhor se adaptar às exigências do mercado de trabalho.

Assim, apresentamos alguns passos e dicas de como funciona o processo de recrutamento e seleção:

1. Perceber o que precisa e o que quer

Se vai recrutar é porque existe alguma lacuna (maior volume de trabalho ou novo projeto, por exemplo). No entanto, convém analisar os recursos existentes e a dinâmica dos mesmos na estrutura. Perceber, em exato, o que precisa e prever o impacto da adição. Depois não importa apenas saber o que precisa para a empresa, mas também de que tipo de profissional necessita.


2. Definir a descrição do trabalho 

Deve definir, em traços gerais, o que o papel a desempenhar exige: responsabilidades, competências, conhecimentos, tarefas, características pessoais, desafios e oportunidades. Se estiver a pensar fazer uma pré-seleção, o que pode ser bastante útil na perspetiva de receber muitas respostas, deve limitar critérios essenciais.


3. Esclarecer o processo de seleção e fontes de pesquisa

Onde colocar o anúncio, tendo em atenção o tipo de profissional a encontrar, que tipo de resposta esperar (o curriculum vitae é a mais usual) e onde recrutar (agências de recrutamento, candidaturas, por perfis de redes sociais ou até contactos próximos).


4. Fazer a seleção

Depois da pré-seleção, passamos à fase das entrevistas com os candidatos. Estas podem estar preparadas previamente ou optar-se pela entrevista espontânea. Em ambos os casos, há aspetos normalmente abordados como, por exemplo, historial profissional/académico e qualidades exigidas à função. Há empresas que também optam por provas ou testes de conhecimentos ou capacidade (Testes Psicométricos/Personalidade). 


5. Oferta

Após o passo anterior há um candidato escolhido. Passando-se à fase da oferta, incluindo detalhes do salário, do cargo e das responsabilidades.


FIQUE ATENTO:
Se quer receber mais notícias gratuitas como esta, basta registar-se no E-Konomista. Toda a informação sobre emprego actualizada ao minuto.

6. Formação/Orientação

Depois de selecionado é necessário acontecer algum tipo de sugestão e orientação ao novo funcionário. Não chega o simples e “seco” bem-vindo. Explicar algumas regras/regulamentos da organização e fazer apresentações é fundamental. Além disso, definir e acordar os objetivos de desempenho e tarefas a executar. Explicar e executar, de imediato, planos de formação existentes.


Veja também: