8 profissões antigas em vias de extinção

A evolução do mercado de trabalho é imprevisível, o que faz com que muitas profissões antigas desapareçam. Descubra quais.

8 profissões antigas em vias de extinção
Profissões antigas que já quase se extinguiram

Com o avanço da tecnologia, muitos trabalhos existentes até há algumas décadas tornaram-se, nos dias de hoje, dispensáveis ou mesmo obsoletos. A modernização do mercado de trabalho faz com que muitas profissões antigas se extingam, ao passo que novas são criadas.

A verdade é que, nos dias de hoje, continua a ser impossível prever que profissões existirão no futuro. Mas damos algumas pistas daquelas que se encontram mesmo em vias de extinção.

Profissões antigas que já quase se extinguiram

Aqui fica uma lista de áreas profissionais que estão prestes a ocupar o seu lugar no museu.

1. Leitor

Os donos das grandes fábricas costumavam contratar pessoas que liam em voz alta enquanto os operários trabalhavam durante horas a fio. Teria como objetivo entreter os trabalhadores, numa tentativa de aligeirar o sentimento de tédio advindo da realização contínua de tarefas repetitivas.

2. Pinboys – Rapazes dos pinos (bowling)

Hoje, pareceria mais um biscate do que propriamente uma profissão. Assim que a bola batia nos pinos, havia um “pinboy” que os colocava no sítio correto. Hoje em dia, como é sabido, esse processo é automático.

3. “Computador”

Havia uma profissão que se designava por “computador”. Isso mesmo, o termo “computador” já serviu para designar uma pessoa, até pelo menos ao inicio do século XX. Tratava-se de alguém (normalmente era tarefa destinada a raparigas jovens) que fazia cálculos de índole diversa. A ironia reside no facto de pensarmos que os computadores que conhecemos agora existiam na forma de pessoas reais.

4. Leiteiro

Uma realidade que ainda subsistia no tempo de muitos dos nossos avós, provavelmente. Vestido a rigor, a tarefa do leiteiro (invariavelmente jovens do género masculino) era levar diariamente leite fresco a todas as casas. Mais uma das profissões antigas prestes a extinguir-se, sobretudo nos meios urbanos.

leiteiro

5. Condutores de animais/ vaqueiros

Antes de existirem máquinas, animais treinados e fazendas industriais, eram homens que dirigiam o gado manualmente.

6. “Acordadores” (knocker-up)

Foi uma profissão usual no Reino Unido durante a Revolução Industrial, quando os despertadores ainda não eram baratos nem confiáveis, e durou até ao início da década de 1950. O trabalho consistia em despertar pessoas que estavam a dormir para que pudessem ir trabalhar a tempo. Poderia ser feito da rua, batendo com um pau na janela do quarto onde a pessoa se encontrava a dormir.

7. Cortador de gelo

O corte de gelo era uma tarefa típica do inverno, que consistia em coletar gelo superficial de lagos e rios para armazenamento e venda como método de refrescamento. Raro hoje em dia, era comum antes da era da tecnologia de refrigeração e do ar condicionado . O trabalho era realizado por muitos agricultores, mas também existiam “homens do gelo” especializados nessa atividade. Chegou a existir um grande comércio de gelo nos séculos XIX e início do século XX, até que a refrigeração mecânica o veio a destituir.

8. Deteção de aeronaves antes do radar

Nos exércitos eram recrutados soldados cuja missão era ouvir por meio de dispositivos de escuta com a finalidade de detetarem e localizarem o som de aviões a aproximar-se. Hoje em dia, esse trabalho é realizado por radares e outros instrumentos tecnologicamente avançados.

Veja também:

Continuar a Ler