AUMENTe AS sUAS PROBABILIDADES DE ARRANJAR EMPREGO!

As 6 profissões mais perigosas para os ouvidos

Há profissões mais perigosas para os ouvidos. Obrigam a cuidados redobrados por quem as exerce para que a pior consequência, a perda auditiva, seja evitada.

As 6 profissões mais perigosas para os ouvidos
Veja se é o seu caso

A exposição diária e contínua ao ruído é uma realidade para muitos profissionais. Cumprir e respeitar as regras de segurança é a melhor e mais eficaz forma de prevenção. Mesmo em ambientes de trabalho, aparentemente mais silenciosos e calmos, o risco para a sua saúde auditiva existe.

Importa por isso informar-se sobre as profissões mais perigosas para os ouvidos. Dada a delicadeza do nosso sistema auditivo, qualquer som acima dos 85 dB é potencialmente danoso. Daí que a perda auditiva seja lenta e progressiva, bem como irreversível. O que pode acontecer após uma exposição de 15 minutos ou mais a sons superiores aos 100 dB. Estar atento ao meio envolvente é essencial para preservar a qualidade da sua audição.

Ao contrário do que possa pensar não são só as carreiras mais ‘barulhentas’ as responsáveis por este problema de saúde. Há actividades laborais que ‘escondem’ um perigo bem real. Quais? Leia o nosso artigo e descubra 6 das profissões mais perigosas para os ouvidos. Vai ficar surpreendido com algumas delas. Acredite!


6 das profissões mais perigosas para os ouvidos


Músicos e profissionais do áudio

musicos

Não só os artistas e os djs, mas também todo o staff técnico e até porteiros. Para quem trabalha no meio musical e/ou em espaços musicais, a música alta é uma rotina. A exposição a elevados níveis de ruído é uma realidade diária que, facilmente, pode conduzir à perda auditiva. O conhecido músico Phil Collins é um exemplo, pelos piores motivos.



Profissionais da construção civil

construção civil

Engenheiros, técnicos e demais profissionais que trabalham no sector da construção correm graves riscos. A maquinaria utilizada nos locais de trabalho é ruidosa e, como tal, altamente prejudicial. Utilizar os meios de protecção adequados é crucial para assegurar a saúde dos seus ouvidos. Facilmente são ultrapassados os 125 dB.



Técnicos de controlo aeroportuário

aeroportuário

Provavelmente a líder das profissões mais perigosas para os ouvidos. Quem trabalha diariamente numa pista de aeroporto tem razões para se preocupar, se não seguir à risca todas regras e normas de segurança. A poluição sonora, resultante das aterragens e descolagens dos aviões, a que estão expostos é consideravelmente elevada.



Cabeleireiros

cabeleireiro

Não se iluda! Um salão de cabeleireiro pode ser um local de trabalho perigoso para a sua audição. A música ambiente, os vários secadores, o som do televisor. Tudo a funcionar ao mesmo tempo resulta em ruído superior aos 85 dB, mencionados anteriormente. Dia após dia, a degradação da audição destes profissionais vai evoluindo progressivamente.  



Educadores de infância

educadores de infância

Surpreso? A verdade é que os gritos, os choros e as birras dos mais pequenos podem ser tão prejudiciais como alguma maquinaria. Também nesta situação, o nível de ruído pode ultrapassar os 85 dB. A solução? Conjugar brincadeiras e actividades mais calmas como outras mais mexidas. Procurar um ‘equilíbrio auditivo’.  



Jardineiros

jardineiros

Afinal trabalhar com plantas e no exterior pode não ser tão saudável como se suponha. O recurso a máquinas eléctricas ou a combustível para a realização das tarefas inerentes à profissão acarreta algum perigo sonoro. Mais uma vez, reforça-se a importância de utilizar o equipamento específico, protectores auditivos, para preservar a sua audição.

Veja também: