AUMENTe AS sUAS PROBABILIDADES DE ARRANJAR EMPREGO!

As 10 profissões menos stressantes em 2016

Se há profissões que são quase o cúmulo do stress, outras há que são um pouco mais “calmas”.  Conheça a lista das profissões menos stressantes.

As 10 profissões menos stressantes em 2016
Há profissões que parecem ter uma posição mais "confortável".

Já se conhece a listagem das profissões menos stressantes para 2016.

No contexto atual, esta ideia de emprego pouco stressante pode parecer impossível, mas em boa verdade também ninguém falou em profissões totalmente isentas de stress. A verdade é que o stress é inevitável, qualquer que seja a sua área de atividade e não existe uma profissão que não seja stressante. Todos à sua maneira, têm a sua dose de stress e pressão. Mas nem tudo é tão mau como possa imaginar. A prova disso é o ranking elaborado pelo site CareerCast e que compila as profissões menos stressantes para 2016. Saiba quais são.
 

Profissões menos stressantes para 2016: o top 10

O site CareerCast não é novo nestas andanças. Todos os anos elabora uma lista com os empregos mais e menos stressantes. Mas estas listas não são feitas do nada. Neste caso em particular o site avaliou 200 profissões de acordo com 11 fatores geradores de stress, tais como, a necessidade de viajar (muito ou pouco, quantas mais, maiores serão os níveis de stress), o potencial de crescimento profissional (um emprego com poucas oportunidades gera mais stress), os prazos definidos, o contacto com o público e/ou estar sujeito à sua avaliação, a competitividade, os esforços físicos, as condições do ambiente trabalho, os perigos encontrados, eventuais riscos para a vida do profissional ou para a sua saúde.

À primeira vista pode até achar que não existe salvação possível, mas depois de analisar vários cenários o site Careercast encontrou algumas profissões que oferecem um pouco mais de qualidade de vida e boas perspetivas profissionais. E são essas que compõem o ranking. Ora veja.
 

1. Analista de segurança da informação

Com uma média salarial 88.980 dólares por ano (cerca de 82 mil euros), esta profissão ocupa o primeiro lugar do top. Têm um índice de stress de 3.80 e uma perspetiva de crescimento profissional de 18%.

 

2. Sonografista para diagnóstico médico

Tem uma média salarial de 62.540 dólares por ano (quase 58 mil euros anuais). Já a perspetiva de crescimento é de 24% e os índices de stress de 4.

 

3. Professor universitário (efetivo)

Nos Estados Unidos da América (EUA) a média salarial é de 70.790 dólares por ano (mais de 65.300 mil euros). Em Portugal os salários podem rondar até os 4.900 euros por mês. Neste caso a perspetiva de crescimento é de 13% e o índice de stress de 6.94.

 

4. Cabeleireiro

Mais uma vez os dados dizem respeito aos EUA. Aqui a média salarial é de 23.200 dólares por ano (cerca de 21.400 mil euros), sendo a perspetiva de crescimento de 10% e o índice de stress de 7.47.

 

5. Técnico de registos médicos

O índice de stress está pontuado nos 7.55 e a perspetiva de crescimento ronda os 15%. Já a média salarial é de 35.900 dólares por ano (mais de 33 mil euros anuais).

 

6. Técnico de laboratório médico

Com uma média salarial de 49.310 dólares por ano (cerca de 45.500 euros anuais), uma perspetiva de crescimento de 16% e um índice de stress de 8.98, esta profissão ocupa a sexta posição da tabela.

 

7. Joalheiro

Já a sétima posição cabe aos joalheiros. A média salarial é de 36.870 dólares por ano (ronda os 34 mil euros) e o índice de stress é de 9.10. O único senão é mesmo a perspetiva de crescimento que se situa nos -11%.

 

8. Audiologista

No que ao índice de stress diz respeito, pontuou 9.30. A média salarial essa é de 73.060 dólares por ano (mais de 67.400 mil euros) e a perspetiva de crescimento de 29%.

 

9. Dietista

Quase no fim da lista surge a profissão de dietista, com uma média salarial de 56.950 dólares por ano (aproximadamente 52.500 mil euros) e uma perspetiva de crescimento de  16%. No que ao stress diz respeito está nos 10.23.

 

10. Bibliotecário

Por fim, surgem os bibliotecários. Os salários anuais rondam os 56.170 dólares (cerca de 51.800 mil euros por ano). A perspetiva de crescimento é de 2% e os índices de stress de 10.58.

 

Relaxe

Antes de mais, importa lembrar que esta lista foi elaborada com base numa pesquisa aplicada à realidade norte-americana, mas como pode ver pode estabelecer-se (pelo menos em alguns casos) um paralelismo com a realidade portuguesa.

Mesmo que a sua não esteja na lista, lembre-se que o mais importante é que, com profissões mais ou menos stressantes, saiba como enfrentar e contornar o stress.
  Dois minutos chegam para concorrer ao emprego dos seus sonhos >>
Veja também: