Projetor ou TV: qual escolher?

Tomar uma decisão sobre projetor ou TV pode ser algo bem mais complicado do que parece. Conheça os critérios para fazer a melhor escolha.

Projetor ou TV: qual escolher?
Nem sempre é fácil escolher um projetor ou TV

Projetor ou TV? Qual é que prefere? É cada vez menos válido dizer que a TV sempre esteve lá e, por isso, não vale a pena mudar de hábitos. Escolher um projetor ao invés de uma televisor pode trazer um novo ambiente à sua casa e fazer toda a diferença quando visualiza os seus filmes e séries preferidos. Conheça os critérios que deve ter em conta na hora de escolher um projetor ou TV.

Projetor ou TV: os critérios para uma decisão acertada

Preço por polegada

Um dos grandes critérios utilizados na hora da escolher entre um projetor e uma TV é o preço por polegada, ou seja, o preço em relação à dimensão diagonal da imagem.

Uma pesquisa rápida na Fnac (uma das maiores cadeias de lojas de venda a retalho de dispositivos eletrónicos) permite perceber que uma televisão Thomson Smart TV 4K é vendida a 1.300 €, o mesmo preço a que é vendido o projetor LG PF1000U. Qual é a grande diferença? É que a televisão só atinge as 65 polegadas enquanto o projetor atinge as 100 polegadas.

Ambiente

Para aproveitar ao máximo as características dos projetores é necessário ter um ambiente adequado. Espaço suficiente entre o projetor e parede ou tela (nem sempre, explicamos isso mais à frente), com iluminação reduzida e até uma superfície adequada para que a imagem possa ser projetada. Necessidades não exigidas pelas televisões que podem ser colocadas em qualquer lugar, independentemente do ambiente em volta.

Qualidade de som e imagem

Tal como já existem televisões Full HD e 4K, também existem projetores Full HD e 4K. O mesmo se aplica ao som. Hoje em dia já existem projetores que, para além da imagem, também transmitem som. E com qualidade!

Funcionalidades

Conseguiu perceber as diferenças existentes entre os dois exemplos que lhe demos acima? A televisão faz uso de tecnologia que a torna bem mais apetecível em muitas situações: porque já possui um descodificador para ver TDT e funcionalidades que a tornam numa televisão inteligente como acesso ao YouTube, Netflix e muitos outros serviços.

E isto é algo que os projetores não possuem. Os projetores limitam-se a transmitir aquilo que lhes é passado, não oferecem nenhumas destas funcionalidades. O que não é inteiramente mau, depende apenas das suas necessidades. Utiliza a televisão apenas para ver séries ou filmes? Pode ligar facilmente o computador a um projetor e aceder a tudo o que precisa em segundos.

projetor de tv

O futuro pertence aos projetores?

Os projetores têm arrepiado imenso caminho para se tornarem numa verdadeira tendência no mercado. Mas como? Através de várias tecnologias que têm surgido no mercado e que têm convencido os utilizadores.

A tecnologia Short Focus é uma nova tendência que permite colocar os projetores entre 15 a 50 cm, em média, para se ter imagens que variam de 60 a 120 polegadas.

As lâmpadas LED também vieram ajudar imenso para a credibilização dos projetores. Hoje em dia, tanto um projetor como uma TV podem ter um tempo de vida útil bastante longo.

Antes os televisores destacavam-se dos projetores por causa do som, mas já existem projetores com sistemas de som verdadeiramente satisfatórios.

Como escolher?

Se as suas necessidades passam apenas por tudo aquilo que é convencional – ligar a televisão ao final do dia, para passar o tempo ou apenas para ter companhia – não vale a pena investir para além disso.

Porém, se é mesmo exigente com tudo aquilo que vê na televisão e gostava de melhorar a sua experiência, comprar um projetor pode passar a fazer parte dos seus planos. Atualmente, já é possível adquirir projetores perfeitamente capazes de rivalizar com as melhores televisões e acessíveis a todos os bolsos.

Veja também:

Continuar a Ler
Nuno Margarido Nuno Margarido

Jornalista formado pela Universidade de Coimbra, assume-se uma pessoa curiosa e até a mais simples engrenagem ou linha de código o fascina. Os seus interesses dividem-se por vários mundos, com destaque para a tecnologia, o gaming, o vídeo, a fotografia e o cinema.