Publicidade:

4 medidas para proteger os seus dados no Facebook

Na sequência da polémica do uso indevido de dados dos utilizadores, importa conhecer algumas medidas simples para proteger os seus dados no Facebook.

4 medidas para proteger os seus dados no Facebook
Saiba como proteger os seus dados no Facebook

A privacidade online é algo cada vez mais difícil de garantir e, por isso, é preciso conhecer medidas para proteger os seus dados no Facebook.

O caso mais recente – e também mais polémico – acerca de utilização indevida e não autorizada de dados retirados do Facebook diz respeito à Cambdrige Analytica, consultora que usou dados de cerca de 50 milhões de utilizadores do Facebook. Este caso deu até origem ao movimento #deletefacebook.

Se não quer optar por uma medida tão extrema, saiba como se proteger da apropriação indevida dos dados que partilha na maior rede social do mundo.

Como proteger os seus dados no Facebook


1. Retirar a permissão do Facebook para aceder a algumas apps

AppsFonte da imagem: Facebook

Dar o acesso à informação do seu perfil no Facebook é um requisito para muitas apps. Por isso, é importante saber que aplicações têm acesso a este tipo de informação (especialmente porque pode estar a dar acesso a apps que já nem usa).

Pode gerir esta informação nas ‘Definições’ e, depois, ‘Apps’. Aqui vai poder ver que aplicações, sites e plug-ins têm acesso à sua informação de Facebook, podendo retirar permissão às que achar mais conveniente.

2. Gerir as preferências de publicidade

FacebookFonte da imagem: Facebook

Depois de ir às ‘Definições’, clicando na opção ‘Anúncios’, pode desativar permissões que tenha dado ao Facebook para partilha de informação referente a publicidade, tais como o estado da sua relação e posição profissional. Pode também remover dados nos interesses que o Facebook usa para os anúncios.

3. Configurar definições de privacidade

PrivacidadeFonte da imagem: Facebook

Pode controlar quem consegue ver ou não a sua atividade no Facebook indo às ‘Definições’ e escolhendo a opção ‘Privacidade’. É recomendável que limite a capacidade de ver as suas publicações, listas de amigos, número de telemóvel e outros detalhes a amigos ou apenas a si (a não ser que haja informação que queira ter totalmente aberta).

É também sensato desativar a funcionalidade que permite a motores de busca listar o link do seu perfil nas pesquisas que lá são feitas. Se tem a app do Facebook instalada no smartphone, é prudente que verifique as definições de localização, indo às definições do dispositivo, depois ao menu de aplicações e escolhendo a opção usar ou nunca.

4. Utilizar um browser que previna monitorização

Browsers como o Firefox e o Safari têm um sistema chamado “Intelligent Tracking Protection”, que faz com que seja mais difícil para o Facebook, Google e outros manterem rasto da sua atividade após sair dos seus domínios através do uso de anúncios e cookies. Certifique-se de que usa um browser que dispõe desta funcionalidade e mantenha-a ativa.

Veja também:

Ana Duarte Ana Duarte

Jornalista e gestora de comunicação no projeto Patient Innovation, Ana Duarte é mestre em Ciências da Comunicação, pela Universidade do Porto. A sua paixão pela escrita começou cedo, quando aprendeu a escrever e começou a criar os seus próprios jornais. Interessa-se por tecnologia, desporto, cinema e literatura.