Qual é o supermercado mais barato?

O último estudo realizado pela DECO no final de 2015 mostra que o Jumbo continua a ser o supermercado mais barato.

Qual é o supermercado mais barato?
Saiba onde é mais barato ir às compras

A DECO visitou quase 500 supermercados em busca do supermercado mais barato, para ajudar os portugueses a tomarem a decisão mais acertada na hora de ir às compras.

O estudo foi feito com base em dois cabazes: um centrado nas marcas do fabricante; outro que combina as marcas do fabricante com outras ainda mais económicas.
 

QUAL É O SUPERMERCADO MAIS BARATO EM 2016?


Depois de visitados 77 concelhos e 4 lojas on-line, e analisados cerca de 55 mil preços, os supermercados Jumbo continuam a liderar no território continental em Portugal, enquanto a região autónoma da Madeira vê o Pingo Doce na frente e em duas ilhas do Açores é o Continente Modelo que apresenta os preços mais baixos.
Comece a poupar no essencial: Descontos em gás e luz


Território Continental

Relativamente ao segundo cabaz (produtos da marca do fabricante e mais baratas), em Portugal continental, o supermercado mais barato é, mais uma vez, o Jumbo, seguido pelo Pingo Doce, pelo Continente, pelo Continente Modelo, pelo Intermarché Super e pelo Minipreço. As marcas estão atentas a estes estudos e todas as referidas apresentaram uma melhoria na competitividade dos seus preços relativamente ao estudo anterior.


Açores

Tanto em São Miguel como na Terceira, também tendo em conta o cabaz com produtos da marca do fabricante e mais baratas, o Continente Modelo apresentou os preços mais baixos, mantendo a liderança relativamente ao estudo anterior.


Madeira

O supermercado mais barato no Funchal, tendo em consideração o mesmo cabaz, é o Pingo Doce, que melhorou os seus resultados relativamente ao estudo anterior, retirando a liderança ao Continente Modelo.

O cabaz das marcas do fabricante também tem no Jumbo o supermercado mais barato, embora neste cabaz a diferença não seja tão grande em relação aos rivais mais diretos. O mesmo estudo conclui ainda que é no sul do país - mais especificamente em Lisboa, Faro e Setúbal - que se verificam as maiores disparidades de preços. Pelo contrário, na Guarda, em Portalegre e em Beja os preços apresentam diferenças menores.

 

Tenha mais dinheiro no final do mês com as Dicas de Poupança da nossa Newsletter


Veja também: