Publicidade:

Descubra qual é o supermercado com preços mais baixos

Descubra qual a cadeia de supermercados com preços mais baixos em Portugal continental. Veja a lista.

Descubra qual é o supermercado com preços mais baixos
Continente e continente Modelo em segundo lugar

O Jumbo é a cadeia de supermercados com os preços mais baixos entre as grandes superfícies comerciais em Portugal continental. O resultado tem como referência uma família que gasta 150 euros por mês em compras e foi revelado por um estudo da DECO PROTESTE.

A cadeia de supermercados Jumbo voltou a ser a mais barata, à semelhança do que aconteceu em junho passado, sendo que, de acordo com a pesquisa, a poupança anual ao nível dos supermercados poderá chegar aos 250 euros.

Veja os supermercados com os preços mais baixos em Portugal


O resultado da última atualização do estudo da DECO PROTESTE, que se baseia nos preços recolhidos entre setembro e novembro de 2017, aponta o Jumbo com a superfície mais económica no país, indicando que o Continente e o Continente Modelo (anteriores líderes) seguem logo atrás, com uma média de preços 2% mais cara do que no Jumbo – para o mesmo cabaz de produtos.

O terceiro lugar é ocupado pelo site do Intermarché, que nunca tinha estado tão próximo do líder da tabela. Para a totalidade do cabaz considerado, os preços praticados pelo Intermarché são, em média, 4% mais caros do que os do Jumbo.

Já o El Corte Inglés caiu, nesta edição do estudo, para a quarta posição, enquanto o Froiz manteve-se no último lugar da tabela – embora tenha melhorado o seu índice.

Já o Pingo Doce subiu um lugar na tabela e aproxima-se das cadeias dos grupos Auchan e Sonae. “Em outubro de 2017, o custo médio do cabaz no Pingo Doce era 10% mais caro do que no líder e, agora, a diferença é de 7%”, refere o estudo.

De acordo com o trabalho da DECO PROTESTE, uma família que compre o mesmo cabaz de produtos nas lojas de desconto Lidl e Minipreço gasta mais 14% do que no Jumbo.

O cabaz em causa

O estudo explica que as atualizações efetuadas aos supermercados foram feitas com base num cabaz de produtos das marcas mais vendidas no país, entre frescos, congelados, mercearia e produtos e higiene pessoal e do lar.

Mais de um terço do cabaz (38%) é composto por produtos das marcas próprias de gama média de cada uma das lojas e os restantes 62% são preenchidos com marcas de fabricante, tal como refere o estudo – que recolheu, no total, 110.290 preços para um cabaz selecionado de 141 produtos, em 70 concelhos do país.

Por distritos, o estudo revela que Lisboa, Porto e Setúbal são aqueles onde é possível conseguir poupanças mais significativas, escolhendo o supermercado certo.

Já no caso dos Açores e da Madeira, onde a concorrência é mais apertada, o Pingo Doce, do grupo Jerónimo Martins, lidera atualmente o ranking das cadeias de supermercados mais baratos no Funchal, na ilha da Madeira, enquanto nos Açores, o Continente Modelo mantém o primeiro lugar do ranking em Ponta Delgada e Angra do Heroísmo.

Supermercado online

O estudo refere ainda que o Jumbo lidera os preços baixos nas lojas físicas e é, também, o mais barato na Internet.

Recorde-se que o Jumbo Online lidera a lista das cadeias de supermercados mais baratas na Internet desde 2016, e o Continente ocupa agora a segunda posição, com a sua plataforma Continente Online a praticar preços 2% mais caros do que o Jumbo, para o mesmo cabaz de produtos selecionados.

Veja também: