Publicidade:

História automóvel: quando foi instalado o primeiro semáforo elétrico

Nos 150 anos após a invenção do carro, usaram-se vários métodos para regular o trânsito, até que foi instalado o primeiro semáforo elétrico.

História automóvel: quando foi instalado o primeiro semáforo elétrico
Saiba como surgiram os primeiros semáforos

A sinalização luminosa, conhecida como semáforos, é bastante útil para regular o trânsito. Os entroncamentos com este sistema permitiram a diminuição de acidentes perigosos, o tráfego começou a ser mais organizado e, ao mesmo tempo, as situações de “pára-arranca” diminuíram. A questão que aqui colocamos é, então, quando foi instalado o primeiro semáforo elétrico?

Quando foi instalado o primeiro semáforo elétrico?

O primeiro sistema de luzes

Antes de falarmos do primeiro semáforo elétrico, convém contextualizá-lo historicamente. A invenção do carro é atribuída a Nicolas-Joseph Cugnot, que em 1769 criou uma carruagem movida a vapor. Porém, a invenção do engenheiro francês só se popularizou no início do século seguinte.

Os automóveis movidos a gasolina só apareceram a partir de 1850 e, curiosamente ou não, foi pouco depois, em 1868, que um engenheiro ferroviário britânico, chamado J. P. Knight, inventou o primeiro sistema de luzes. Era um período em que cavalos, carruagens e bicicletas era meios de transporte ainda bastante comuns e todos os transportes circulavam livremente pelas ruas.

Como funcionava o primeiro semáforo

O mecanismo tinha dois braços e duas lâmpadas de gás. De dia, eram os braços que regulavam o trânsito. Caso estivessem na horizontal obrigavam a parar, já se estivessem a 45 graus permitiam avançar. À noite, entravam em ação as duas lâmpadas, uma verde e outra vermelha. A primeira indicava “perigo” e a segunda mandava suspender a marcha.

semaforoFonte da imagem: iDreamPost

O primeiro semáforo elétrico

Embora inovadora, a invenção de J. P. Knight não teve o sucesso esperado e originou muitos acidentes e mortes. Só em 1912, quando foi instalado o primeiro semáforo elétrico bicolor, é que a situação amenizou. A autoria é atribuída a Lester Wire, um oficial da polícia de Salt Lake City, nos Estados Unidos da América (EUA), que pintou duas lâmpadas (uma verde e outra vermelha), sendo que a luz passava por aberturas circulares na caixa.

O semáforo atual

Sete anos depois, em 1920, o polícia William Potts instalou o primeiro semáforo elétrico tricolor no cruzamento da Avenida Woodward com a Rua Fort, em Detroit, Michigan (EUA). Agora com o amarelo, o tráfego regularizou-se de vez e rapidamente expandiu-se mundialmente.

A grande diferença em relação aos atuais é que estes se encontravam no meio da rua e tinham quatro faces, cada uma com as três cores – o verde para avançar, o amarelo para reduzir a velocidade, antecipando o vermelho que, por sua vez, obriga a parar. Escusado será dizer que o número de mortes e acidentes reduziu bastante e a invenção de Potts foi um sucesso.

Veja também:

Também lhe pode interessar: