Quanto custa manter um animal de estimação

Um animal de estimação exige muitos cuidados, mas o amor e alegria que trazem à sua vida não tem preço. Ainda assim, saiba quanto pode custar aumentar a família.

Quanto custa manter um animal de estimação
Faça as contas antes de adotar um amigo de quatro patas.

Normalmente, um animal de estimação é adotado por impulso. Já não aguenta a pressão dos filhos, do marido ou esposa e acaba por acrescentar mais um elemento à família sem ponderar os custos associados. É difícil prever os custos que um animal de estimação pode trazer ao seu orçamento familiar, depende da raça, da zona do país em que vive, dos gostos e saúde do animal mas vamos tentar dar uma ajuda. 
 

Qual a melhor altura para adotar um animal de estimação?

Um animal de estimação bebé representa sempre mais custos porque, nos primeiros meses, tem que ser acompanhado regularmente no veterinário para tomar vacinas, colocar microchip (cães) e desparasitação interna e externa. No mínimo, nos primeiros seis meses, gasta entre 15 e 100 euros mas os valores podem subir até aos 250 euros.

No caso de animais de estimação adultos, se tiver todas as vacinas necessárias, apenas é necessária a vacinação anual, entre 30 e 50 euros,  e a proteção contra os parasitas, entre 12 a 60 euros.
 
Quer saber mais?
Receba as nossas melhores dicas no seu e-mail. Registe-se no E-Konomista. Diariamente, levamos até si as melhores dicas de poupança.
Estes cuidados são essenciais para proteger o seu animal e família de problemas de saúde que, mais tarde, podem resultar em faturas mais pesadas. Informe-se na sua Câmara Municipal porque é possível que tenham campanhas gratuitas de vacinação dos animais.

Não podemos esquecer a esterilização dos seus animais, fundamental para prevenir problemas de saúde (tumores, epilepsia, etc.), agressividade e outros inconvenientes como marcação do território, cios e gravidezes. Este procedimento pode custar entre 50 e 170 euros, dependendo do animal. 

Um cão ou gato adultos podem representar menos custos, no entanto, a verdade é que ter um animal de estimação bebé é muito mais divertido.

 

Quanto pode comer um animal de estimação?

Para começar, saiba que comprar ração para o seu animal de estimação é obrigatório e não negociável. O sistema digestivo dos animais é diferente do humano pelo que é crucial que se alimentem de acordo, evitando problemas de saúde.

A raça, tamanho, qualidade da ração e apetite do seu animal fazem diferença nestas contas. Quanto melhor for a ração, mais gasta em alimentação mas, por outro lado, poupa no veterinário. Os cães podem comer 400 gr de ração por dia, já no caso dos gatos os números rondam os 60 gr. Para ter uma ideia, o saco de ração (10kg) mais barato para cães, pode custar 12 euros. No caso dos gatos, um saco de ração (4kg) mais em conta ronda os 7 euros. 

 

Que outras despesas podem surgir?

Bom, se lhe sair na rifa um cão ou gato estouvado, está o caldo entornado. Mas animação não vai faltar, isso é certo! É muito possível que lhe estrague tapetes, cortinas, sofás, móveis ou dê umas trincas nos seus sapatos. Ou então tem um animal obediente e tranquilo e não lhe acontece nada disto.

Não se pode esquecer que os animais também podem ficar doentes o que representa uma despesa extra. Há ainda cuidados com as tosquias, porém, pode poupar este dinheiro fazendo a tosquia em casa. Se for de férias, tem que considerar se leva o animal consigo, deixa em casa de familiares ou no hotel o que significa mais um custo. Antes de tudo isto, há toda a parafernália com brinquedos, cama, comedouro e liteira (gatos).

Para terminar, nem só as contas devem ponderar na hora de adotar um animal de estimação. Um cão, um gato, um porquinho-da-índia ou mesmo uma iguana, exigem muita atenção e amor. Pense bem se tem a paciência e disponibilidade necessários para os cuidar e amar.


Veja também: