Paris: tudo sobre o bairro Quartier Latin

Está de viagem marcada para a cidade-luz? Pensa visitá-la em breve? Então não perca o nosso guia sobre o Quartier Latin, um dos seus bairros mais carismáticos.

Paris: tudo sobre o bairro Quartier Latin
Um bairro de visita obrigatória

Romântica, clássica, irreverente, monumental, acolhedora: assim é Paris. Seja como turista de primeira viagem ou visitante frequente da cidade, não faltam motivos para se deslocar até à charmosa capital francesa. Um dos seus bairros mais interessantes é o Quartier Latin, na margem esquerda do Sena.

De seguida, damos-lhe a conhecer esta agradável zona do 5ème  arrondissement, conhecida pelo seu caráter intelectual e boémio, graças ao facto de acolher duas grandes universidades. A reputadíssima Sorbonne é uma delas.

O que não pode perder no bairro Quartier Latin de Paris

Praça e Fonte de Saint-Michelle

place sait michelle paris

Comece a sua visita ao bairro Quartier Latin pela Place de Saint-Michelle, à qual pode aceder facilmente de metro. Uma vez aqui, não dá para ficar indiferente à monumental fonte que dá nome à praça. Construída entre 1858 e 1860 apresenta as generosas dimensões de 15 m x 25 m. Idealizada pelo arquiteto Gabriel Davioud, é constituída, no entanto, por trabalhos de nove escultores diferentes. As imagens centrais do arcanjo São Miguel e do diabo são de Francisque-Joseph Duret.

Panteão de Paris

pantheon paris

Um dos ex-libris do bairro Quartier Latin, o Panteão acolhe os túmulos de muitas das maiores figuras da história e da cultura francesas. Data de 1756, tendo sido mandado construir por Luís XV. Na fachada neoclássica de 18 colunas coríntias, pode ler-se a inscrição: “Aux Grands Hommes la Patrie Reconnaissante”, qualquer coisa como, “A Pátria reconhece os seus grandes Homens”. Victor Hugo, Voltaire e Rousseau são alguns dos franceses ilustres aqui sepultados.

Sorbonne

sorbonne paris

Se pensarmos em universidades de renome internacional, a Sorbonne é, indiscutivelmente, das primeiras a virem à mente. Trata-se de uma das mais antigas universidades do mundo e o seu nome vem de Robert de Sorbon – o fundador do Collège de la Sorbonne, em 1257.

A capela, de fachada barroca, é um dos seus mais emblemáticos edifícios, acolhendo atualmente eventos e exposições. Curiosidade: o nome do bairro Quartier Latin, advém do facto do latim ser a língua oficial das universidades e dos estudantes na Idade Média.

Les Arènes de Lutèce

arenes de lutece paris

Vestígios galo-romanos no centro de Paris? Sim, existem e estão no Quartier Latin. Trata-se das ruínas de um anfiteatro e de uma arena do século I. Tinha capacidade para sentar 17 mil pessoas e aqui se faziam representações teatrais e lutas de gladiadores entre outros espetáculos populares da época. Lutèce é o termo afrancesado de Lutetia Parisiorum – o nome com que os romanos batizaram a área onde é hoje Paris.

Igreja de Saint-Séverin

igreja saint severin paris

No seu passeio pelo Quartier Latin, faça uma pausa numa das bonitas igrejas do bairro. Destacamos a Igreja de Saint-Séverin – também conhecida por Saint-Séverin Saint-Nicholas – uma das mais antigas de Paris, com partes construídas no século XIII. A sua origem como local religioso remonta, no entanto, ao século VI, quando uma capela foi aqui construída para abrigar o túmulo de um ermita piedoso de nome Sèverin.

Regularmente são aqui realizados concertos de órgão, o que torna a visita a este templo gótico ainda mais especial. Para um périplo espiritual, não deixe de visitar também as igrejas Saint-Julien-le-Pauvre e Saint-Etienne du Mont.

Praça de l’Odéon

place odeon paris

O charme francês sente-se nesta bonita e elegante praça, ladeada pelos prédios tradicionais da cidade, com os seus telhados cinzentos e as suas românticas portadas de madeira. A dominar a praça está o conceituado Théâtre de l’Odéon, onde a companhia de teatro Comédie-Française leva ao palco peças de autores intemporais franceses como Molière ou Victor Hugo. A partir da praça, pode partir à descoberta das ruas com lojas e cafés encantadores. Não muito longe, fica o Jardim do Luxemburgo.

Jardin du Luxembourg

jardin du luxembourg paris

Um extenso e agradável oásis, o Jardim do Luxemburgo é carinhosamente apelidado de “Luco” pelos parisienses. É o maior parque público de Paris, foi criado em 1612 e a inspiração veio do jardim Boboli de Florença.

Nos seus 23 hectares cabem o imponente Palácio do Luxemburgo, vários espaços relvados, fontes, pomares, um enorme lago, carrossel, parque infantil e 106 estátuas. Concorrida atração durante todo o ano, é nos dias de sol que o jardim se torna ponto de encontro dos habitantes da cidade.

As ruas pitorescas

rue quartier latin paris

As ruas do Quartier Latin são, elas próprias, verdadeiras atrações. O passado medieval ainda está bem presente, conferindo ao bairro uma atmosfera cativante. Não faltam lojas antigas e pitorescas, como é o caso da livraria Shakespeare & Co., onde foram filmadas cenas do filme Midnight in Paris de Woody Allen, instalada na Rue de Bûcherie. Na Rue Mazarine, as protagonistas são as galerias de arte.

Na Passage St. Andre des Arts, uma romântica artéria pedonal, não faltam lojas, boutiques e cafés com história. Não muito longe daqui, na Rue de l’Ancienne Comédie, encontrará o mais antigo restaurante de Paris – o Procope, inaugurado em 1686, ponto de encontro de intelectuais como Voltaire e Diderot. Na Rue Mouffetard, ou simplesmente “Mouffe” para os parisienses, há também muitas lojas singulares e restaurantes acolhedores.

Onde comer no Quartier Latin

Onde dormir

Veja também: