Que tipos de crédito existem?

Crédito é uma forma de ajudar as pessoas a resolverem problemas pessoais ou a adquiriram algo que de outra forma não iriam conseguir. Quantos tipos de crédito existem afinal?

Saiba o mais importante sobre as principais modalidades de crédito que existem.

Que tipos de crédito existem?
Saiba quais os tipos de crédito que existem no mercado

O crédito deriva da palavra crer e surgiu tendo como génese o objectivo de ajudar a resolver os problemas financeiros das pessoas. Claro que depois o conceito evoluiu e surgiram vários tipos de crédito que poderiam ajudar não só a resolver problemas financeiros, como a proporcionar outro tipo de coisas que sem um crédito seriam impossíveis de concretizar. 
 
Os créditos são cedidos por bancos ou entidades financeiras que emprestam dinheiro para um dado fim, cobrando depois juros associados às prestações. Existem, por isso, várias modalides de crédito que lhe damos a conhecer.
 

1. Crédito pessoal

O crédito pessoal está na moda. Surgiu de forma mais discreta e rapidamente se tornou viral. É o único crédito que é cedido sem que exista um motivo concreto e obrigatoriamente justificado. Podemos pedir um crédito pessoal para ir de férias, para comprar aquele computador incrível que vimos na loja ou simplesmente porque queremos remodelar a casa toda. 
 
As condições
São muito variáveis de banco para banco. Com o passar do tempo, apareceram no mercado inúmeras instituições financeiras que cedem créditos pessoais, muitas delas, à distância de um clique.
 
O financiamento
É muito variável, mas os valores associados a um crédito pessoal podem ir dos 250 euros aos 50 mil euros. As taxas de juro também são variáveis.
 
Dica:
Antes de fazer um crédito pessoal perca algum tempo a pesquisar no mercado os tipos de crédito que existem e quais as condições de cada um. Outra dica importante que podemos deixar é para ter em atenção o que realmente são as suas necessidades. Não peça mais emprestado do que aquilo que realmente precisa.
 

2. Crédito habitação

Foi talvez um dos créditos mais utilizados de sempre nas décadas de 80/90 e possibilitou que muitas famílias conseguissem ter uma casa própria. O crédito habitação pode ser utilizado nas seguintes situações:
 
  • Compra de casa;
  • Construção de casa;
  • Recuperação de casa.
 
Financiamento
Antigamente o financiamento dos bancos era feito a 100%. Hoje em dia e como consequência da crise que atravessamos, o financiamento está a ser feito a 70, 80%. Mas tudo depende das variáveis associadas.
 
Taxas de juro
As taxas de juro do crédito habitação estão indexadas à Taxa Euribor que pode ser calculada a 3, 6 ou 12 meses e ainda ao spread que está associado às condições de cada instituição bancária.
 

3. Crédito automóvel

Devem existir poucas pessoas que não tenham já, em dada altura das suas vidas, pedido um crédito para comprar um carro. É um tipo de crédito relativamente fácil de conseguir e a verdade é que as prestações associadas também são fáceis de suportar ou de encaixar no orçamento familiar. Claro que tudo depende do tipo de carro que comprar deixamos-lhe umas dicas:
  • Se der uma entrada, a prestação fica bem mais razoável;
  • Caso não dê entrada, é possível conseguir financiamento a 100%.
  • Os prazos de pagamento poderão variar entre os 12 e os 120 meses. Faça contas para ver o que compensa no seu orçamento familiar.
 
Taxas de juro
Faça uma análise dos vários créditos que existem, mas neste caso as taxas de juro podem ser negociáveis.
 

4. Crédito estudante

Este é um crédito relativamente recente e é quase identificado como uma espécie de crédito pessoal. No entanto, apresenta características específicas. É um crédito dirigido a estudantes que precisam de financiamento para estudar e que contempla:
  • Cursos de Especialização Tecnológica;
  • Licenciatura;
  • Pós-graduações;
  • Mestrado;
  • Doutoramento;
  • Programas de mobilidade e intercâmbio internacional (Programa ERASMUS).
 
Inclui ainda:
  • Inscrições/matriculas;
  • Propinas;
  • Material didáctico;
  • Despesas de estadia quando longe de casa.
 
Financiamento
Cada aluno poderá usufruir de um empréstimo que varia entre os 1.000 e 5.000€ por ano de curso, até um máximo de 25.000€, por aluno.
 
Taxas de juro
Neste tipo de crédito a taxa de juro é fixa com base na taxa do SWAP, sendo acrescida de um spread máximo de 1%.
 
Saiba mais sobre o crédito para estudantes.


5. Crédito consolidado

Por fim existe ainda o crédito consolidado que surge muitas vezes como um crédito de “salvação” quando as notícias já não são as melhores. Este crédito tem como função juntar todas as prestações do cliente numa só, quando este já está em estado de incumprimento. Esta função agregadora permite:
  • Diminuir o valor da prestação mensal;
  • Alargar o prazo de pagamento;
  • Contribuir para uma melhor gestão do orçamento familiar.
 
Dentro do crédito consolidado, existem ainda dois tipos de crédito:
1. Crédito Consolidado com hipoteca;
2. Crédito consolidado sem hipoteca.
 
Procura um crédito? Faça aqui uma simulação e encontre a melhor solução para o seu caso.
  
 
Veja também: