E se descobrisse que tem peças de valor em sua casa?

Tem uma peça em casa que quer vender e não sabe o seu real valor? A P55 trata de tudo. Avalia, proteje e vende a sua peça pelo melhor valor. Só tem que preencher o formulário e enviar uma fotografia da peça ou peças que quer vender. Será contactado no prazo máximo de 48 horas.

Ao clicar concordo receber comunicações de marketing directo enviadas por e-konomista.pt e pelos nossos Parceiros

Enviar pedido de avaliação
(*) Campo opcional

Quer saber o valor de uma antiguidade? Explicamos como

Vender objetos antigos está na moda, mas sabe quanto pode lucrar com o que tem em casa? Descubra como fixar o valor dos seus artigos.

Quer saber o valor de uma antiguidade? Explicamos como
5 passos para avaliar o que tem em casa

Já imaginou fazer dinheiro com objetos antigos que tem em casa? Um relógio, uma coleção de moedas, um móvel, uma serigrafia. Se anda a pensar fazer uma busca do que tem guardado na garagem, saiba que este mercado gera lucros e é mais simples do que pode imaginar. Se quer saber o valor de uma antiguidade, nós explicamos como. Tome nota das nossas 5 dicas para saber o valor do que pode vender.

Acaba de limpar os arrumos da casa dos avós? Os seus pais estão a querer livrar-se de objetos antigos esquecidos nos armários? Já sente que se pode desapegar de uma antiga coleção feita durante a infância? Se acha que encontrou alguma antiguidade que pode ter valor, este artigo vai ajudar a determinar quanto dinheiro pode ganhar com o que tem em casa.


5 dicas para avaliar antiguidades
 

1. Estude o artigo que quer vender

As condições atuais do objeto podem determinar se ele tem valor no mercado. Estudar o item ajuda a perceber se ele vale muito dinheiro, ou se é inútil para si e para todos. Esteja atento a possíveis alterações do tempo que possam ter resultado em qualquer tipo de desgaste, como ferrugem, nódoas e rachaduras. Um objeto bem conservado terá um valor bastante superior.
 


2. Saiba mais sobre a história do objeto

Decida ser um especialista no artigo que quer vender e na sua história. Pesquise através de sites, livros e revistas. Leia sobre o assunto. Descubra o fabricante, as origens e determine a raridade do objeto. Meta mãos à obra e estude em bibliotecas e livrarias, ou revire a internet. Na maior parte dos casos, as pessoas acabam por doar ou vender mais barato objetos antigos por não terem conhecimento sobre o assunto. É esta a história que quer contar? Esteja ciente do que tem para vender e rentabilize o negócio. 
 


3. Conheça as tendências do mercado

Procure por guias de preços atualizados. Alguns objetos podem ter o seu valor alterado com o passar dos anos, ou mesmo de mês para mês, enquanto outros podem manter a mesma média. Existem revistas de antiguidades que disponibilizam estes guias. Atenção: lembre-se que o seu objeto poderá sofrer uma redução no valor, de acordo com o estado de conservação que apresenta. 
 


4. Determine a raridade do que quer vender

Um dos fatores que mais influencia na hora de definir o valor de um objeto é a sua raridade. Uma peça que pertença a uma série reduzida ou que seja única pode ter o seu valor determinado como muito superior aos de artigos mais comuns no mercado. Investigue todas as marcas que possam indicar a raridade da peça que quer vender: números de série, certificados de autenticidade ou assinaturas. Isto vai facilitar o processo de avaliação da sua antiguidade. 
 


5. Peça um conselho profissional

Se já seguiu todos os passos citados acima e ainda tem dúvidas sobre quanto vale a sua antiguidade, saiba que não há nada que se compare a um conselho profissional. A melhor ajuda que poderá encontrar está em lojas especializadas, como a P55. A loja portuguesa, que realiza também leilões mensais, é especialista em avaliações e peritagens de objetos antigos. Os passos são simples: preencha o formulário com o pedido, envie fotos detalhadas e o máximo de informações que conseguiu reunir sobre o objeto. Os profissionais entrarão em contacto num prazo máximo de dois dias. O pedido de avaliação é gratuito!


Se sentir que tem em mãos um objeto muito raro, consulte quem mais entende do assunto e não perca a oportunidade de lucrar um dinheiro justo pela venda. Confie nos avaliadores que sugerem que a venda seja feita com uma comissão, por exemplo.

Agora que já sabe mais sobre como vender uma antiguidade, é hora de ir ganhar dinheiro com isso. E não esqueça: o que tem em casa pode render mais do que imagina. 

Veja também: