8 razões para não comprar um iPhone

Está na dúvida se deve comprar ou não um iPhone? Temos 8 razões para não comprar um iPhone mas, como se vai aperceber, uma bastava para o convencer.

8 razões para não comprar um iPhone
Questões a considerar antes de comprar um iPhone

Precisa de razões para não comprar um iPhone? Já ouviu falar maravilhas do smartphone da Apple e precisa de ouvir o “outro lado da barricada”? Temos vários argumentos que vão contribuir para o demover da ideia de investir num iPhone. Fique a conhecê-las.

8 razões para não investir num iPhone


1. Menos aplicações e jogos gratuitos

Esta é, talvez, uma das melhores razões para comprar um smartphone Android e, ao mesmo tempo, uma das melhores razões para não comprar um iPhone. A AppStore e a PlayStore têm uma quantidade enorme de aplicações, mas é a loja de apps do Google que sai a ganhar e por uma grande margem.

2. Preço

Todos conhecemos a política de preços da Apple. A verdade é que existem smartphones Android – ou mesmo Windows Phone – para todos os preços e bolsos. O mesmo não acontece com os iPhones. Principalmente quando chegam ao mercado e são caríssimos.

3. Personalização muito limitada

Fixemo-nos nos grandes rivais do iPhone, os smartphones Android. Nestes smartphones, o utilizador pode alterar praticamente todas as configurações que vêm da fábrica. Se quiser aprofundar a questão e ir mais longe, pode ainda remover ainda algumas aplicações tidas como nativas do sistema. O mesmo não acontece com os iPhones. Quem possui um iPhone não pode personalizar tudo e mais alguma coisa.

4. Pouca variedade de oferta

Esta razão é fácil de explicar! Enquanto o iPhone (e o iOS) é da Apple, o Android é um sistema disponível em smartphones da Samsung, da Motorola, da LG, da HTC, da Sony, da Dell… O que é que queremos dizer com isto? Que existe uma grande variedade de oferta e de preços a nível dos smartphones. Se o utilizador estiver à procura de um iPhone terá, obrigatoriamente, de se cingir à oferta da Apple. Quem quiser um Android pode escolher a marca que mais lhe convier.

iphone

5. Memória mais limitada

Só os smartphones com Android é que permitem a inclusão de cartões de memória SD. No caso dos iPhones a capacidade que tem é aquela que vem com o telemóvel (seja ela 16, 32 ou 64 GB). Não há forma de acrescentar memória ao seu iPhone. Portanto, mais vale prevenir e escolher a quantidade de memória que pretende no momento da compra.

6. Sem entrada para auscultadores

A entrada para os auscultadores já desapareceu há mais do que uma geração, mas a Apple parece não ceder nesse capítulo. Nos iPhones mais recentes não há lugar para essa entrada. Como tal, o utilizador vê-se obrigado a investir ainda mais nuns auscultadores sem fios. Há sempre a solução que a Apple oferece: um adaptador que permite carregar o iPhone e ouvir música ao mesmo tempo. Mas, para isso, também é preciso investir.

7. Podia ser mais resistente à água

Os smartphones que se orgulham de dominar o mercado possuem uma classificação IP68, que os caracteriza como muito resistentes a água, poeiras, salpicos e muito mais, como se pode ver por neste artigo sobre smartphones resistentes à água. Então, porque é que os novos iPhones não seguem o mesmo caminho? O novo iPhone X, por exemplo, possui uma classificação IP67.

8. A Apple está (quase) sempre atrasada

Veja-se, por exemplo, a tecnologia do ecrã. O iPhone X é o primeiro smartphone da Apple a utilizar a tecnologia OLED, uma tecnologia que já anda pelo mercado há vários anos.

Veja também:

Nuno Margarido Nuno Margarido

Jornalista formado pela Universidade de Coimbra, assume-se uma pessoa curiosa e até a mais simples engrenagem ou linha de código o fascina. Os seus interesses dividem-se por vários mundos, com destaque para a tecnologia, o gaming, o vídeo, a fotografia e o cinema.