Publicidade:

Recibos verdes têm direito às condições definidas no código trabalho?

Ser trabalhador independente, ou trabalhar a recibos verdes, significa ter direito a algumas condições definidas pelo código do trabalho.

Recibos verdes têm direito às condições definidas no código trabalho?
Passar recibos verdes implica ter direito às condições definidas no código trabalho?

Quem trabalha a recibos verdes tem direito às condições definidas no Código de Trabalho? Saiba então que direitos lhe assistem.

Quem passa recibos verdes tem direito às condições definidas no Código de Trabalho?


Tal como os trabalhadores dependentes, os trabalhadores a recibos verdes têm direito a subsídio de desemprego e ao subsídio por cessação de atividade profissional. Há que ter em conta, no entanto, que para ter acesso a este apoio deverá cumprir as seguintes condições:

  • estar inscrito num centro de emprego e encontrar-se em situação de dependência económica;
  • trabalhar exclusivamente a recibos verdes;
  • 80% dos rendimentos deverão ser provenientes de uma única entidade;
  • a entidade empregadora tem de ter feito descontos relativos a 5% do valor anual dos serviços do trabalhador, durante pelo menos dois anos civis;
  • estar em situação de desemprego involuntária, ou seja, independente da sua vontade;
  • ter pelo menos 24 meses de descontos.

Por sua vez, o subsídio por cessação de atividade profissional pode durar até 540 dias, igualando o tempo do subsídio de desemprego atribuído aos trabalhadores dependentes. O cálculo do valor do subsídio depende é variável, pelo que deverá informar-se na Segurança Social.

recibos verdes

Proteção na parentalidade

Os trabalhadores a recibos verdes têm direito às condições definidas no código trabalho, no que toca a todos os subsídios concedidos no âmbito do apoio à parentalidade, como:

Proteção na doença

Os trabalhadores independentes a recibos verdes têm direito ao subsídio de doença, também denominado de baixa médica, concedido em caso de incapacidade temporária. Para ter acesso a este apoio, deverá enviar para a Segurança Social, num prazo de cinco dias úteis a contar da data de emissão, o Certificado de Incapacidade Temporária, emitido pelo médico de família.

Deverá ter descontado durante seis meses, consecutivos ou intercalados, para a Segurança Social (ou outro sistema de proteção social) e tem, também, de ter as contribuições para a Segurança Social em dia até ao final do terceiro mês anterior ao do início da incapacidade.

Direito a subsídio de férias e Natal

Quem trabalha em regime de recibos verdes para uma empresa é considerado um prestador de serviços. Não está inserido numa hierarquia formal dentro da empresa, devido à autonomia que lhe é concedida para desempenhar o serviço contratado. Colabora com a empresa, mas não é seu empregado, juridicamente falando. Além de não ter vencimento fixo, não tem horário nem posto de trabalho definido, logo não tem direito a subsídios de férias ou de Natal.

Veja também:

Catarina Reis Catarina Reis

Consultora de carreira com mais de 10 anos de experiência, possui formação superior em Gestão de Recursos Humanos e Psicologia. É naturalmente curiosa, desenvolvendo múltiplos projetos paralelos que envolvem a Fotografia, a Música, o Marketing Digital e o Cinema.