Recrutamento em 2017: conheça as 5 tendências

O recrutamento em 2017 tem acompanhado o desenvolvimento e as mudanças do mercado laboral português. Conheça as principais tendências!

Recrutamento em 2017: conheça as 5 tendências
Empresas valorizam cada vez mais soft skills e motivação dos candidatos

Nos últimos anos tem-se assistido a grandes alterações e desenvolvimentos no mercado profissional em Portugal. É natural que as empresas respondam com novas tendências de recrutamento em 2017.

Na era Millennial temos profissionais cada vez mais qualificados e especializados que consolidam Portugal como pólo tecnológico – novas competências em áreas como Virtualização, Inteligência Artificial, Cloud e Cibersegurança – e localização ideal de centros de serviços partilhados com especial interesse para as áreas de serviços financeiros, serviços tecnológicos e de apoio ao cliente.

As empresas valorizam cada vez mais, além das competências técnicas, a componente de soft skills e motivação dos candidatos. Dinamismo, autonomia, motivação, boas capacidades de comunicação e pro-atividade são fatores significativos para quem contrata.

5 tendências de recrutamento em 2017

1. Trabalhadores temporários

Esta é uma das tendências do recrutamento em 2017. Trabalhadores temporários não é o mesmo que trabalhadores precários. Pensemos em consultores ou freelancers, o talento é “alugado” e os processos de recrutamento tornam-se mais rigorosos.

2. Anúncios criativos para atrair os melhores talentos

Já não são só os candidatos que precisam de se destacar, empregadores e recrutadores também querem destacar-se e mostrar a personalidade da empresa e os benefícios oferecidos. Querem criar uma impressão positiva para captar os melhores talentos.

empresa

3. Estratégias de envolvimento

Há cada vez mais profissionais qualificados que, mais tarde ou mais cedo, vão sentir-se tentados a procurar novas oportunidades e a negociar contratos. A tendência será que os recrutadores criem estratégias de envolvimento para reter os melhores talentos.

4. Trabalhar a partir de casa

Horário de trabalho flexível e a partir de casa é cada vez mais uma realidade.

5. Valorização da inteligência emocional

A tendência no recrutamento em 2017 não tem apenas como base o desenvolvimento e as competências tecnológicas, o desenvolvimento da inteligência emocional é percebido como uma forma de melhorar o desempenho profissional e a produtividade.

Veja também:

Continuar a Ler