Vale a pena recuperar carros antigos?

Recuperar carros antigos é uma das mais nobres artes do mundo automóvel. As vantagens são muitas, mas as dores de cabeça e custos podem fazê-lo desistir.

Vale a pena recuperar carros antigos?
Conheça as vantagens e desvantagens.

Quem gosta de conduzir tem uma frase sempre na mente: "Ao volante de um clássico, todas as estradas ganham magia!". A página da Alfa Romeo no facebook dá o mote para um tema muito querido dos amantes dos automóveis. Falamos de recuperar carros antigos, algo que nos deixa no meio de uma luta pessoal entre a razão e a emoção. 
Uma característica muito vincada dos portugueses é a saudade, diz-se que não há tradução para qualquer outra língua, que este sentimento é apenas nosso e, no que concerne aos carros clássicos, ainda bem que assim o é.
 

4 Razões para recuperar carros antigos

A lista é interminável, mas ficam aqui alguns pontos pelos quais deve dar uma nova vida a um clássico.
 

1. Estética

Os clássicos são muito diferentes dos carros novos, com linhas mais arredondadas ou mais retas, dependendo do ano e marca do carro. Contudo, são mais pequenos, exceto aqueles bólides americanos, ainda assim é sempre um prazer ver um carro clássico nas ruas portuguesas.

 

2. Mecânica simples

A mecânica de um carro antigo é mais básica, logo reparar um problema é mais fácil, no entanto quando é necessária a substituição de peças, a história é outra.

 

3. Proximidade com o carro

Vamos por partes, os clássicos eram bem mais simples que os carros mais recentes. Não tinham ar condicionado, vidros elétricos, direção assistida, sistemas de apoio à condução como o controlo de tração, entre muitos outros. Depois de recuperar carros antigos trazemos de volta um automóvel capaz de ter uma relação de proximidade connosco já que ao conduzi-lo irá sentir a estrada, além do exercício feito, entre duplas embraiagens, força de braços para fazer girar o volante e alguma mestria para engrenar as velocidades.

 

4. Planos para o fim de semana

Com um carro clássico não lhe vão faltar coisas para fazer, desde cuidar do carro, dar uns belos passeios sozinho, acompanhado ou até mesmo com um grupo de amigos do Clube de Clássicos, que não têm sede em várias cidades portuguesas.

 

Razões para não o fazer

O mundo seria perfeito se as desvantagens de recuperar carros antigos não existissem, mas para desagrado das estradas portuguesas, que agradecem quando um clássico as percorre, nem tudo é um mar de rosas.
 

1. Custos

Recuperar carros antigos não é barato, em parte pela raridade das peças, e também porque o carro é uma surpresa, já que de forma mais superficial pode parecer em bom estado, quando se analisa com mais pormenor os problemas começam a surgir.

 

2. Dores de cabeça

Além do dinheiro gasto, se decidir fazer parte do restauro, em vez de deixar a oficina tratar de tudo terá certamente dores de cabeça na procura de peças que ou já não existem - originais ou de outras marcas - ou nem mesmo nas sucatas as consegue encontrar. 
Contudo, há sempre alternativas e já conhece o ditado sobre a esperança.



Veja também: