Redes sociais podem ajudar a estudar: saiba como

Sabia que a interação virtual pode influenciar na aprendizagem do estudante? Dependendo da forma como são usadas, as redes sociais podem ajudar a estudar.

Redes sociais podem ajudar a estudar: saiba como
Facebook, Whatsapp e até Messenger podem estar a favor da educação

Quando o assunto é ter bons resultados académicos, alcançar as tão desejadas notas e focar nos estudos, as redes sociais podem ser grandes inimigas da concentração, certo? Ainda que seja assim, na verdade, estas são poderosas ferramentas e, quando utilizadas da forma correta, pode ajudar a garantir o sucesso que deseja. Mas, afinal como podem as redes sociais ajudar a estudar? É simples: são capazes de influenciar os estudantes – e isso pode ser visto, também, pela positiva.

Por meio das redes sociais, os jovens têm o grande poder de influenciar outros jovens. Num ambiente virtual tão presente no dia a dia dos estudantes, é através das conversas, das imagens publicadas e dos mais diversos tipos de contacto que se pode, sim, alterar a experiência de aprendizagem – para melhor, ou para pior. Na altura de utilizar estas ferramentas e analisar o impacto que elas podem ter nos resultados académicos, o importante a ter em atenção são os contextos.

Como podem as redes sociais ajudar a estudar?

aredes-sociais-podem-ajudar-nos-estudos

Para manter o foco e dar ênfase ao aspetos positivos, provando que as redes sociais podem ajudar nos estudos, damos os seguinte exemplos:

Ambiente social virtual pode ser uma ferramenta de colaboração

Uma das grandes influências positivas que as redes sociais têm nos estudos é o facto de ser uma ótima ferramenta de colaboração.

Nestes espaços, é possível criar, por exemplo, grupos de estudos online – onde alunos de diferentes contextos geográficos e sociais podem encontrar-se para realizar exercícios e tirar dúvidas sobre os conteúdos.

Um exemplo fácil de citar é o caso dos grupos onde se pode aprender e praticar novos idiomas – uma febre que já tomou conta do Facebook.

As redes sociais aproximam professores e alunos

As redes sociais podem ser o “ponto de encontro” de alunos e professores, atuando como plataformas de troca e um excelente espaço para os tão necessários feedbacks. Faltou tempo para reunir entre as aulas? É preciso acompanhar mais de perto as experiências do aluno? As redes sociais podem mesmo ajudar.

As redes sociais aumentam o envolvimento de estudantes

Hoje em dia, é cada vez mais difícil manter a atenção dos alunos e estimular a aprendizagem. Estamos a falar da geração da tecnologia, que praticamente nasceu com o tablet numa mão e o telemóvel na outra. É preciso ver que as necessidades se alteraram e que o clássico contexto da sala de aula, apesar de necessário, já não basta.  É aí que entra mais uma influência positiva das redes sociais.

Nestes espaços virtuais de convívio e de trocas, os estudantes podem ser mais estimulados pelos professores, que encontram nas redes sociais uma poderosa ferramenta de aproximação. Os educadores podem, por exemplo, promover novas atividades – longe da lousa – e inovar na experiência de aprendizagem.

Também os próprios alunos se podem reunir virtualmente para promover ações, criar movimentos, agendar encontros e, assim, aproximarem-se e aumentarem o envolvimento social, criando espaço para que todos se conheçam e possam gerar ajudas entre si.

Então, as redes sociais não prejudicam os estudos?

A resposta simples é: as redes sociais podem mesmo inibir o sucesso académico e prejudicar a educação. Isso acontece porque têm a desvantagem de distrair e reduzir a atenção dos estudantes, que passam rapidamente de uma atividade para outra. Ainda assim, frisamos que o problema pode ser resolvido com a criação de um ambiente motivador – e, claro, a partir do interesse dos intervenientes.

Sim, as redes sociais podem ser as vilãs dos estudos e atuarem como as grandes inimigas da educação. No entanto, quando utilizadas com sabedoria e responsabilidade, podem trazer enormes benefícios à aprendizagem. Já espreitou algum grupo de estudos nas redes sociais? Vamos experimentar?

Que redes sociais utilizar para estudar?

as redes sociais podem ajudar nos estudos

FACEBOOK e MESSENGER

Se ainda não pertence a um grupo de estudos no Facebook, pode começar a pensar em criar um e convidar todos os interessados que conhecer. O grupo pode ser feito apenas para os alunos de uma mesma turma da escola ou faculdade, ou mesmo ser mais abrangente e permitir o acesso de alunos de outros contextos.

Crie o grupo e adicione regularmente imagens, arquivos e todo o tipo de material que possa enriquecer a experiência de aprendizagem. Permita que todos os membros partilhem conteúdos relevantes e, assim, aumente a interação e o interesse de todos. A mesma dica serve para o Messenger.

TWITTER

O Twitter é uma ótima ferramenta para estar a par dos acontecimentos da atualidade e pode também ser utilizada para promover a memorização através da partilha de conhecimentos. Experimente “twittar” sobre o conteúdo e comprove.

WHATSAPP

Esta é uma febre que está a conquistar o mundo. No WhatsApp, não faltam grupos voltados para os mais diversos assuntos, mas é possível levar esta ferramenta para mais perto dos seus estudos. Crie um grupo e inclua os seus colegas e/ou professores que estejam abertos ao esclarecimento de dúvidas. Lembre-se que esta ferramenta é poderosa porque pode ser utilizada a qualquer hora do dia e em qualquer local, no exacto momento em que surge a dúvida.

É de salientar, também, que muitos estudantes se sentem mais à vontade para fazer perguntas online.

BLOGS

Crie um blog e adicione os conteúdos das aulas, exercícios, vídeos úteis e todo o tipo de material que puder contribuir para enriquecer a aprendizagem dos alunos. Esta é uma ótima forma de manter o seu interesse – e também o dos colegas.

Entendeu como as redes sociais podem ajudar nos estudos? Então, agora, mãos à obra.

Veja também: