Os refrigerantes fazem mal à saúde?

São muitas as ideias pré-concebidas no que diz respeito à alimentação saudável e à dieta. Saiba se o que pensa é correto e descubra se os refrigerantes fazem mal.

Os refrigerantes fazem mal à saúde?
O fosfato presente nos refrigerantes enfraquece os ossos

Com certeza que beber um copo de refrigerante com bastante gelo e uma rodela de limão foi algo que já fez mais do que uma vez. É, sem dúvida, uma bebida agradável para consumir em dias quentes ou acompanhar determinadas refeições. Mas será que os refrigerantes fazem mal?

Os refrigerantes são produtos completamente artificiais, com gás, feitos a partir de fosfato, xarope de milho e potássio. Por causa destas substâncias são também extremamente aditivos.

Os refrigerantes fazem mal ou é mito?

A má notícia é que sim, os refrigerantes fazem mal. Muito mal, se forem consumidos em elevadas quantidades. Além dos componentes artificiais, os refrigerantes têm elevadas quantidade de sal, o que favorece a retenção de líquidos. Este problema traduz-se em barrigas e pernas inchadas e aumento de peso.

Se está a tentar emagrecer é mesmo melhor que se mantenha afastado destas bebidas. Uma lata de refrigerante contém quase 10 colheres de sopa de açúcar ou 7 pacotes de açúcar. Provavelmente não deitaria 7 pacotes de açúcar no café.

sugar

Malefícios dos refrigerantes

Além de contribuírem para o aumento de peso, os refrigerantes têm malefícios mais perigosos e silenciosos.

1. Comprometem a saúde dos ossos e dentes, porque o fosfato contribui para o enfraquecimentos dos primeiros e para o desenvolvimento de cáries nos segundos. Impede o corpo de absorver cálcio;

2. Contribuem para o aumento do nível de açúcar no sangue e diminuem a ação da insulina no organismo, o que ajuda no desenvolvimento de diabetes;

3. Levam a que se sinta mais fome porque os açúcares são de rápida absorção;

4. Forçam os rins a eliminar o cálcio que não foi usado nos ossos, aumentando o risco da criação de formação de pedras nos rins;

5. Aumentam a pressão arterial, pelas elevadas quantidades de frutose e sódio;

6. Contêm substâncias potencialmente cancerígenas e, além disso, como têm um pH ácido, que só o estômago está preparado para combater, podem afetar outros órgãos do sistema digestivo como o esófago ou o intestino.

refrigerante

As versões “light” ou “zero” não tornam a bebida mais saudável em termos específicos. Simplesmente pode significar que contêm adoçantes mais naturais e menos agressivos para o corpo humano.

É sempre importante notar que a maioria dos refrigerantes (nomeadamente Coca-Cola) contém cafeína, o que pode ser considerado por muitos como um fator positivo (com os devidos cuidados na gravidez e infância).

Como em tudo, há que encarar o consumo deste tipo de bebidas com moderação e saber quando deve substituí-las por opções mais saudáveis (por exemplo, limonadas ou chás frios).

Veja também:

Júlia Rocha Júlia Rocha

Licenciada em Ciências da Comunicação pela Universidade do Porto, sempre se deu bem com os livros, teclados de computador e canetas. A importância da palavra escrita num mundo tecnológico, aliada à história, ao cinema, literatura e televisão, são os seus maiores campos de interesse.