Plano de Saúde Medicare

Gratuito durante 6 meses!

Ao clicar concordo receber comunicações de marketing directo enviadas por e-konomista.pt

Saber mais

Regra dos cinco segundos: mito ou realidade?

A regra dos cinco segundos pode vir a comprometer a sua saúde, defendem especialistas.

Regra dos cinco segundos: mito ou realidade?
Cuidado com o que deixa cair ao chão!

Preparou um delicioso lanche: uma tosta de queijo e fiambre, pincelada por cima com um pouquinho de manteiga. Está mesmo a preparar-se para dar a primeira trinca e...a mão escorrega-lhe e a tosta cai redondinha no chão da cozinha.

“Ah, tenho a regra dos cinco segundos!”, pensa, apanhando rapidamente, sacudindo e bufando para a superfície que caiu sobre o chão e saboreando, finalmente, a tão desejada tosta.

A regra dos cinco segundos é uma crença já bastante instituída na nossa sociedade que defende, basicamente, que se um alimento que caia ao chão, não se mantiver lá por mais de cinco segundos, ele está mais do que bom para comer.

O que acontece é que, de acordo com alguns estudos recentemente efetuados, especilistas defendem que não é bem assim… Alguns especialistas americanos acreditam que a transferência de bactérias inicia-se assim que o alimento pousa no chão.


Regra dos 5 segundos: sim ou não?



Cuidado com a superfície em que cai…

Investigadores da revista científica Applied and Environmental Microbiology, da Universidade Rutgers, nos Estados Unidos da América, acreditam que o tipo de superfície influencia a quantidade de bactérias que afetam o alimento.

Estes investigadores defendem que a carpete é a superfície onde menos bactérias se desenvolvem, enquanto que o chão de cerâmica ou madeira ou até aço são suscetíveis a proliferar um maior número de bactérias.

 

Quanto mais húmido, pior!

Outra das conclusões a que este estudo chegou foi a de que a humidade é a melhor amiga destes bichinhos….Uma meloa, melancia ou outro alimentos com altos níveis de humidade são muito mais suscetíveis de absorverem bactérias do que um pão seco, uma tosta ou até uma goma.

 

Mais tempo é igual a mais bactérias

Se é certo que estes investigadores defendem que nem cinco segundos um alimento deve estar no chão, também é verdade que eles defendem que quanto mais tempo houver contacto entre o chão e o alimento, maior é a quantidade de bactérias acumuladas. E, de acordo com estes especialistas, a velocidade a que estas bactérias se reproduzem, é impressionante!

Esta teoria não consegue reunir consenso. Alguns especialistas consideram um exagero as indicações de se descartar os alimentos que caiam ao chão, mas outros defendem que a regra dos cinco segundos pode mesmo estar a prejudicar a sua saúde.

Resta-nos a nós analisar a questão e decidir por nós mesmos: será que aquele petisco tão desejado compensa o risco da regra dos cinco segundos? 

Veja também: