E se descobrisse que tem peças de valor em sua casa?

Tem uma peça em casa que quer vender e não sabe o seu real valor? A P55 trata de tudo. Avalia, proteje e vende a sua peça pelo melhor valor. Só tem que preencher o formulário e enviar uma fotografia da peça ou peças que quer vender. Será contactado no prazo máximo de 48 horas.

Ao clicar concordo receber comunicações de marketing directo enviadas por e-konomista.pt e pelos nossos Parceiros

Enviar pedido de avaliação
(*) Campo opcional

Os 10 relógios mais caros do mundo

Cada um dos 10 relógios mais caros do mundo vale mais de 1 milhão de euros. São autênticas peças de arte que estão ao alcance de poucas pessoas.

Os 10 relógios mais caros do mundo
Marcas, características e preços das obras de arte da relojoaria

Porque são estes os 10 relógios mais caros do mundo? A complexidade dos mecanismos, a qualidade dos seus materiais, peças e acabamentos e o facto de serem edições limitadas são algumas das características que fazem destes relógios os mais caros. São fruto da perícia dos mestres relojoeiros e joalheiros que trabalham para algumas das marcas mais conceituadas de relógios de luxo.
 
O relógio mais caro, da marca suiça Patek Philippe, exigiu 5 anos de investigação e desenvolvimento e outros 4 anos a ser produzido. Conheça aqui esta e outras curiosidades acerca dos 10 relógios mais caros do mundo.
 

Os 10 relógios mais caros do mundo

 

1. Patek Caliber 89

patek

Este relógio de bolso, comemorativo dos 150 anos da marca Patek Philippe, foi lançado em 1989. O Patek Caliber 89, considerado pela marca suíça como o relógio mais complexo do mundo, tem 18 quilates de ouro e mais de 100 rubis. É constituído por 1728 componentes, pesa 1 kg e, para além de marcar o tempo, mostra um conjunto de outras informações, como por exemplo a temperatura ou mesmo as fases da lua.
Este relógio lidera a lista dos 10 relógios mais caros do mundo, pois está avaliado em 4 milhões e 600 mil euros.
 


2. Patek Philippe 5004T

patek

Da mesma marca que o modelo anterior, este relógio de pulso foi vendido em leilão por 3 milhões e 675 mil euros. A Patek Philippe recuperou um modelo existente e criou uma versão em titânio, muito leve, com acabamentos em ouro e safira.
 


3. A. Lange & Söhne Grand Complication

lange

Este relógio de pulso alemão ocupa o terceiro lugar do pódio na lista dos 10 relógios mais caros do mundo. Está avaliado em 2 milhões e 300 mil euros e, para além do protótipo (0/6), só existem seis versões deste relógio. Os especialistas consideram que este modelo marca o início de uma nova era no mundo da relojoaria devido às inovações que apresenta em termos de cronógrafo (split-seconds), calendário (perpétuo) e campainha/sino. Só um único relojoeiro no mundo o consegue montar.
 


4. Franck Muller Aeternitas Mega 4

muller

Este modelo suíço, avaliado em 2 milhões e 200 mil euros, é constituído por 1483 componentes e, de acordo com a marca, o seu design e complexidade remete para os tradicionais "cadraturiers" do Vallée de Joux - na Suiça. A referência ao termo “eternidade”, subjacente ao seu nome, refere-se à qualidade do seu calendário perpétuo que segue um ciclo de mil anos, renovável até ao infinito.
 


5. Richard Mille Tourbillon RM 56-02 Sapphire

mille

Na vanguarda dos relógios de luxo, este modelo Richard Mille está avaliado em 1 milhão e 840 mil euros e foi lançado em 2013. A marca suiça, famosa pelas inovações técnicas em termos de design e da arquitetura dos relógios, apresenta um relógio com placa em titânio e caixa de safira. Estas características, combinadas com a tecnologia que permite a suspensão dos mecanismos que constituem o interior do relógio, resulta numa peça belíssima de relojoaria.
 


6. Richard Mille RM 56-01

mille

Com características muito semelhantes ao modelo anterior, este relógio está avaliado em 1 milhão e 700 mil euros.
 


7. Greubel Forsey Art Piece

greubel

Uma verdadeira obra de arte, também no sentido literal do termo, este relógio contém uma nano-escultura, da autoria de Willard Wigan, no interior da peça que permite dar corda ao mecanismo. Para se conseguir visualizar a escultura foi instalado um sistema mini-microscópio na caixa do relógio. Para além das maravilhas técnicas e tecnológicas dos modelos associados à marca suiça, esta questão artística – de relação entre a micro-engenharia e a nano-escultura – valoriza substancialmente esta peça de relojoaria muito atenta aos detalhes.
 


8. Vacheron Constantin Tour de l’ille

const

Este modelo suíço possui a singularidade de ter duas faces (à frente e atrás da caixa do relógio) e, com ela, um conjunto de funcionalidades – ou de complicações como se diz no mundo da relojoaria. Foram produzidas apenas sete versões deste relógio e está avaliado em 1 milhão e 380 mil euros.
 


9. Jaeger-LeCoultre Hybris Mechanica à Grande Sonnerie

jaeger

Mesmo sendo o mais conservador em termos de design, este modelo suíço de ouro branco sinaliza a passagem do tempo através de música, inovação do seu sino. Está avaliado em 1 milhão e 350 mil euros.
 


10. Roger Dubuis Excalibur Quator

roger

A ocupar o último lugar na lista dos 10 relógios mais caros do mundo, mas nem por isso menos apetecível, está este modelo suíço da Roger Dubuis avaliado em 1 milhão e 148 mil euros. Tem a particularidade da caixa do relógio ser em silicone, o que o torno num modelo leve e muito resistente. Para além disso, possui quatro engrenagens interligadas entre si, visíveis, sempre em movimento, que distribuem a energia pelo relógio e, por conseguinte, aumentam a precisão do movimento do mesmo.
 
 

Está com vontade de mandar avaliar o seu relógio?

Se está interessado em vender o seu relógio ou a sua coleção de relógios gostará de saber que a P55, a plataforma de bens de luxo em segunda mão, está disponível para avaliá-los e para negociá-los pessoalmente consigo.
 
O processo de venda inicia-se com um pedido de avaliação. Para o fazer pode:
  • Levar o relógio à loja, sendo que deve marcar esta visita previamente;
  • Aceder ao site da loja e preencher um formulário com dados pessoais básicos e fazer o upload de algumas imagens do relógio que pretende vender;
  • Pode ainda solicitar a deslocação de uma equipa de peritos a sua casa.
 
Feito o pedido de avaliação, a P55 responder-lhe-á no prazo de dois dias úteis e, no caso de haver interesse, prevê um período de venda estimado de 30 dias após consignação. Visite a loja física ou a loja online da P55!

Veja também: