8 formas de sabotar a sua própria reputação profissional

Tome consciência de como pode estar a sabotar a sua própria reputação profissional, sem se dar conta.

8 formas de sabotar a sua própria reputação profissional
Gestos que prejudicam a sua reputação

Há muitas variáveis determinantes para a construção da sua reputação profissional e nem sempre são fáceis de controlar. Conheça 8 maneiras de sabotar a sua própria reputação no trabalho.

Reputação profissional: o que tem feito para a preservar?

A maioria dos profissionais preocupa-se com o que seus colegas e os superiores pensam de si. Tem lógica que assim seja, uma vez que depende disso e da forma como o seu trabalho é reconhecido subir na carreira, alcançar aumentos de salário ou obter acesso a cargos de maior responsabilidade.

A qualidade do seu trabalho é importante, mas é o somatório das pequenas ações que realiza todos os dias que contribui realmente para o desenvolvimento de uma reputação favorável.

Aqui fica um conjunto de gestos e comportamentos que podem estar a sabotar a sua imagem em contexto de trabalho.

profissional

1. Dizer “sim” a tudo

Pode parecer uma forma fácil de toda a gente gostar de si e, momentaneamente, poderá ter efeitos positivos, mas tornar-se no seu “cartão de visita” poderá ser prejudicial a longo prazo, pois no propósito de agradar aos outros poderá estar a sujeitar-se a fazer coisas de que não gosta, e por longos períodos de tempo.

Se não mostrar o seu verdadeiro “eu”, poderá induzir os outros em erro. Além disso, arrisca-se a ficar com as tarefas que mais ninguém quer fazer. Um conselho: fique-se pelos projetos com os quais se identifica mais e para os quais possui a disponibilidade requerida.

2. Ser arrogante ou antipático

Não há nada de mal em estar focado, mas não se mostre aos outros demasiado compenetrado no trabalho, ao ponto de ser antipático com quem se dirige a si. É importante que não pareça demasiado preocupado ou apressado enquanto passa pelos colegas. Se mantiver uma postura de “cabeça enterrada na areia”, isso pode ser facilmente confundido com uma atitude negativa e até hostil.

3. Só se interessar pelo que o seu chefe pensa

O seu chefe não é a única pessoa que importa no trabalho. Os seus colegas de trabalho também importam e a última coisa que quer que eles façam é gerar mau ambiente no seio da sua equipa. Sim, é bom impressionar o seu chefe, mas não o faça à custa de ignorar os seus colegas.

4. Recusar-se a aceitar mudanças

Cabe-lhe a si adaptar-se à cultura da sua empresa – ou, se não se adapta, cabe-lhe a si tomar as rédeas da sua carreira e ponderar se faz sentido mudar de trabalho.

As organizações evoluem e é importante que evolua com elas. Uma postura de constante resistência ao que é novo só vai prejudicar a sua reputação profissional. Aliás, vai reforçar uma reputação de “velho do Restelo”.

5. Falar demais ou de menos

Há uma linha ténue entre dizer mais do que o necessário e não dizer o suficiente e é importante atingir esse equilíbrio. Por exemplo, numa conferência apresenta-se aos outros e depois fica calado e não diz mais nada. As pessoas vão pensar que não tem nada a acrescentar, que a sua opinião não importa ou que se acha superior. A chave aqui é aprender a contribuir na dose certa – agregar valor, mas também saber ouvir os outros – e depois permanecer consistente.

6. Confiar nos seus superiores para resolver pequenos conflitos

Não nos interprete mal – se tem um problema sério com um colega que exige envolvimento dos recursos humanos, de alguma forma, envolva o seu chefe. Mas se é algo pequeno, não vá incomodar o chefe. Não vai querer ser visto como alguém que vai a correr para o diretor assim que as coisas ficam um pouco mais difíceis.

Se está a passar por um conflito com alguém no escritório, esforce-se para resolver isso pelo seu próprio pé. Se não der, então evite a outra pessoa. Se sentir que é demais para si, então se calhar está na altura de fazer uma formação em resolução de conflitos.

7. Expor os outros aos seus hábitos ou vícios

Seja comer enquanto trabalha, fumar, usar auscultadores nos ouvidos, pairar constantemente no espaço de outro colega de trabalho… Há comportamentos desadequados ao contexto profissional que devem ser evitados a todo o custo.

Na maioria das vezes, os detalhes mais subtis são os que o impedem de alcançar o sucesso. Pode parecer difícil descobrir quais são esses pequenos hábitos que o podem prejudicar: coloque-se no lugar de um cliente, fornecedor ou parceiro que chegue à sua empresa e o veja pela primeira vez – que impressão estará a causar?

8. Agir de forma excessivamente expressiva

Muitas pessoas acreditam que trabalhar o mais arduamente possível e superar tudo e todos as irá levar rapidamente para o sucesso. Isso nem sempre é verdade. A competição só é útil em doses moderadas! Faça o seu melhor, mas seja humilde. Deixe o seu trabalho falar por si!

A reputação profissional gere-se. Mas lembre-se que uma vez perdida a confiança, é quase impossível recuperá-la. Por isso, não arrisque e transmita, nos pequenos comportamentos do dia-a-dia, uma atitude que permita construir uma imagem profissional positiva.

Veja também: